A Representação do Samba no Rádio Musical Expandido Segmentar ou agrupar? Eis a questão...

Lena Benzecry

Resumo


O trabalho retoma a pesquisa desenvolvida no doutorado em Comunicação e Cultura na UFRJ que resultou no livro O samba no rádio: do Rio para o Brasil (2017). Seguindo os passos da análise crítica da pesquisa original, que promoveu o intercâmbio entre abordagens e conceitos da Economia Política da Comunicação com os Estudos Culturais, este artigo dá prosseguimento ao processo de reconhecimento e compreensão de fatores relevantes para a representação do samba no chamado “rádio musical expandido” (KISCHINHEVSKY; BENZECRY, 2014). Aqui, busca-se analisar a quebra de fronteiras entre as classificações “samba de raiz” e “pagode”. Em análise preliminar, nota-se que a estratégia de divulgação das plataformas de streaming e dos canais musicais da TV por assinatura NET com ampla disseminação de artistas ligados às duas vertentes do samba, na programação (aqui chamados de “artistas fronteiriços”), vem sendo utilizada para reagrupar tais segmentos musicais. Metodologicamente o trabalho se baseou em revisão bibliográfica, escutas e análise de conteúdo dos produtos selecionados.


Palavras-chave


rádio expandido; samba; pagode; representação; plataformas de streaming.

Texto completo:

PDF

Referências


BENZECRY, L. Playing Samba on the Web: How the Urban Samba from Rio de Janeiro is being Represented in the Expanded Musical Radio. In: J. Ignacio Gallego; Manuel Fernández-Sande; Nieves Limón. (Org.). Trends in Radio Research Diversity, Innovation and Policies. 1/1ed.Newcastle: Cambridge Scholars Publishing, 2018, v. 1, p. 89-108.

_____. O samba no rádio: do Rio para o Brasil. Curitiba: Ed. Appris, 2017.

_____. A radiodifusão sonora do samba urbano carioca: uma retrospectiva crítica das principais representações construídas acerca desse gênero musical em programas radiofônicos do Rio de Janeiro. Tese defendida no Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura da UFRJ. Rio de Janeiro, 2015.

_____. Critérios para Formação de Repertório no Rádio Musical: práticas e interesses consolidados em perspectiva histórica. In: XI Encontro Nacional de História da Mídia, 2017, São Paulo. Anais do 11o Encontro Nacional de História da Mídia - 2017, 2017.

DU GAY, P. et al. (org). Doing Cultural Studies: the history of the Sony Walkman. Londres: Sage, 1997.

FERRARETTO. L.A. Uma proposta de periodização para a história do rádio no Brasil. In: Anais do 4º Encontro Nacional da ULEPICC - BRASIL (União Latina de Economia Política da Comunicação). Rio de Janeiro, 2012.

KISCHINHEVSKY, M. ; BENZECRY, L. Interações no rádio musical expandido: um aporte etnográfico. Galáxia (São Paulo. Online), v. 14, p. 184-198, 2014.


Apontamentos

  • Não há apontamentos.


Direitos autorais 2020 Lena Benzecry

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma licença Creative Commons Atribuição - NãoComercial 4.0 Internacional.

Radiofonias – Revista de Estudos em Mídia Sonora (antiga Rádio-Leituras). Uma parceria entre o Programa de Pós-Graduação em Comunicação da UFOP, o Grupo de Pesquisa Convergência e Jornalismo e o Núcleo de Rádio e TV da UFRJ. ISSN 2179-6033

+++

Radiofonias – Journal of Studies in Sound Media (formerly Radio-Leituras). A collaboration between the UFOP Communication Postgraduate Program, the Convergence and Periodism Research Group and the UFRJ Radio and TV Center. ISSN 2179-6033

+++

Radiofonias – Revista de Estudios en Medios Sonoros (antigua Rádio-Leituras). Una colaboración entre el Programa de Posgrado en Comunicación de la UFOP, el Grupo de Investigación Convergencia y Periodismo y el Centro de Radio y TV de la UFRJ. ISSN 2179-6033