Extensão universitária e curricularização da extensão: considerações sobre a formação em serviço social

  • Kathiuça Bertollo UFOP
Palavras-chave: Formação em Serviço Social. Projeto Ético-Político. Extensão Universitária. Caráter popular e classista

Resumo

O presente artigo problematiza a extensão universitária enquanto um desafio à formação em Serviço Social na atualidade dando ênfase à obrigatoriedade do cumprimento da Meta 12.7 da Lei nº 13.005/2014 - que aprova o Plano Nacional de Educação 2014-2024. Este processo tem sido denominado de ‘curricularização da extensão’ e determina que o/a discente cumpra ao longo da sua graduação 10% do total da carga horária em ações extensionistas. Tal ação assume um caráter contraditório ao que se refere à extensão universitária enquanto um dos âmbitos da formação acadêmico-profissional. De um lado, a compulsoriedade de cumprimento desta meta sem maiores condições objetivas por parte das Instituições de Ensino e pelos/as discentes, e por outro, a luta e defesa da extensão enquanto um momento importante do processo de ensino-aprendizagem de novas assistentes sociais. A linha que separa e une estas questões é tênue. Diante disso, aponta-se a importância de que a graduação seja de qualidade a partir da efetiva articulação entre as dimensões do ensino, da pesquisa e da extensão, e socialmente referenciada e alinhada aos legítimos interesses da classe trabalhadora materializando no âmbito da formação acadêmica o exposto e defendido no Projeto ético-político profissional das assistentes sociais.  Assim, reitera-se a importância e necessidade de que a extensão universitária assuma e se oriente pelo caráter popular e classista.

Referências

ABEPSS. Diretrizes Gerais para o Curso de Serviço Social. (Com base no Currículo Mínimo aprovado em Assembleia Geral Extraordinária de 8 de novembro de 1996.) Disponível em:< http://www.abepss.org.br/arquivos/textos/documento_201603311138166377210.pdf>. Acesso em 12 de fev.2020 às 10h.

BEZERRA DA SILVA, Caio Andrade. A Estratégia Democrático-Popular e a Educação. In: IASI, Mauro; FIGUEIREDO, Isabel Mansur; NEVES, Victor. A estratégia democrático-popular: um inventário crítico. Marília: Lutas Anticapital, 2019. (Coleção A revolução brasileira em debate) 444 p.
CFESS. Código de ética do/a assistente social. Lei 8.662/93 de regulamentação da profissão. 10ª. ed. rev. e atual. - [Brasília]: Conselho Federal de Serviço Social, [2012]. 60 páginas “Atualizado em 13.3.1993, com alterações introduzidas pelas Resoluções CFESS n.290/94, 293/94, 333/96 e 594/11. Disponível em:< http://www.cfess.org.br/arquivos/CEP_CFESS-SITE.pdf>. Acesso em 20 de fev.2020 às 18h.

__________. LEI DE DIRETRIZES E BASES DA EDUCAÇÃO. Lei nº 9.394 de 20 de dezembro de 1996. Disponível em:< http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/lei9394_ldbn1.pdf>. Acesso em 17 fev. 2020.

COIMBRA, Ana Lívia de Souza [et al]. Relatório Final - mapeamento da inserção da extensão nos currículos dos cursos de graduação das instituições públicas de educação superior brasileiras. 2019. Disponível em: . Acesso em 18 fev. 2020.

CONSELHO FEDERAL DE SERVIÇO SOCIAL - CFESS. Cursos de Extensão e/ou Livres ofertados ilegalmente como Graduação em Serviço Social - Relatório Final. Brasília-DF, 2019.
FERNANDES, Florestan. Universidade brasileira: reforma ou revolução? . São Paulo. Alfa-ômega, 1975.
FÓRUM DE PRÓ-REITORES DE EXTENSÃO DAS UNIVERSIDADES PÚBLICAS BRASILEIRAS-FORPROEX. Política Nacional de Extensão Universitária. Manaus-AM, 2012. Disponível em: . Acesso em 18 fev. 2020.
GONÇALVEZ FILHO, Antônio; FARAGE, Eblin. Educação superior pública e o Future-se: o projeto do capital em tempos de ascensão da extrema direita. In: EM PAUTA, Rio de Janeiro. 2º Semestre de 2019, n. 44, v. 17, p. 33 – 49.
IAMAMOTO. Marilda Villela Iamamoto. Projeto Profissional, Espaços Ocupacionais e trabalho do (a) assistente social na atualidade. CFESS. Atribuições privativas do/a assistente social em questão. 1ª Ed Ampliada. Brasília, 2012.
IASI, Mauro; FIGUEIREDO, Isabel Mansur; NEVES, Victor. A estratégia democrático-popular: um inventário crítico. Marília: Lutas Anticapital, 2019. (Coleção A revolução brasileira em debate) 444 p.
IASI, Mauro Luis. Cinco teses sobre a formação social brasileira (notas de estudo guiadas pelo pessimismo da razão e uma conclusão animada pelo otimismo da prática). Serv. Soc. Soc., São Paulo, n. 136, p. 417-438, Dec. 2019. Disponível em: . Acesso em 08 Mar. 2020. Epub Sep 23, 2019. https://doi.org/10.1590/0101-6628.187.
LEHER, Roberto. Autoritarismo contra a universidade: o desafio de popularizar a defesa da educação pública. 1 ed. São Paulo: Fundação Roxa Luxemburgo, Expressão Popular, 2019.
LIMA, Kátia Regina de Souza. Educação superior em tempos de ajustes neoliberais e regressão de direitos. Revista Katálysis, Florianópolis, v. 22, n. 3, p. 513-524, nov. 2019. ISSN 1982-0259. Disponível em: . Acesso em: 03 mar. 2020. doi:https://doi.org/10.1590/1982-02592019v22n3p513.
LISBÔA, Natalia. 50 anos após o golpe – Ainda temos medo da ameaça comunista? um estudo de caso do Centro de Difusão do Comunismo da Universidade Federal de Ouro Preto. Disponível em:< https://www.academia.edu/35081165/50_ANOS_APÓS_O_GOLPE_AINDA_TEMOS_MEDO_DA_AMEAÇA_COMUNISTA_UM_ESTUDO_DE_CASO_DO_CENTRO_DE_DIFUSÃO_DO_COMUNISMO_DA_UNIVERSIDADE_FEDERAL_DE_OURO_PRETO>. Acesso em 18 de fev.2020 às 12h.

MARINI, Ruy Mauro. A Constituição de 1988. 1988. Disponível em: . Acesso em: 03 mar. 2020.

MÉSZÁROS, István. A educação para além do capital. 2 ed. São Paulo. Boitempo, 2008.

MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO E DO DESPORTO. Diretrizes Curriculares-Curso: Serviço Social, 1999. Disponível em: . Acesso em 12 de fev.2020 às 10h.

___________________. Diretrizes Curriculares para os Cursos de Serviço Social - Resolução Nº 15, de 13 de março de 2002. Disponível em: http://www.abepss.org.br/arquivos/textos/documento_201603311141012990370.pdf. Acesso em 12 de fev.2020 às 10h.

NETTO, José Paulo. A construção do Projeto Ético-Político do Serviço Social. In: MOTA, Ana Elizabete (et al.), (orgs.). 4 ed. São Paulo: Cortez, 2009, (pág. 141 a 160).

________________. Introdução ao estudo do método de Marx. São Paulo: Expressão Popular, 2011.

________________. Cinco notas a propósito da "questão social" [apêndice]. In: Capitalismo monopolista e serviço social. São Paulo: Editora Cortez, 2006.
Publicado
2021-01-13