Formação e atuação das mulheres arquitetas em Minas Gerais (anos 1930-1960)

  • Adriana Ferreira dos Santos Esperidião Universidade Federal de Viçosa
  • Maristela Siolari da Silva
Palavras-chave: arquitetura moderna brasileira, mulheres, historiografia da arquitetura.

Resumo

Este artigo traz parte dos resultados obtidos no desenvolvimento da pesquisa "Por Elas na historiografia da arquitetura moderna brasileira" que busca identificar as mulheres arquitetas e urbanistas que se diplomaram e atuaram de 1920 a 1940, nas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo e Belo Horizonte, e que foram reconhecidas por seus pares e, assim, analisar o cenário da arquitetura moderna sob a perspectiva de gênero e a invisibilização das mulheres e de suas produções. Este trabalho destaca os resultados obtidos no recorte de Belo horizonte, baseou-se em acervos documentais e nos periódicos da revista Arquitetura e Engenharia para analisar a inserção feminina na educação em Belo Horizonte, especificamente na Escola de Arquitetura da Universidade Federal de Minas Gerais, e no mercado de trabalho no período em questão, estendido nesse plano em função do surgimento tardio do curso de arquitetura na capital. Observou-se que a presença das mulheres na arquitetura aumentou gradativamente ao longo dos anos, e, hoje, representa maioria na profissão. São apresentadas as arquitetas mineiras que se destacaram, no período, e suas obras. Tais arquitetas são consideradas exceções à lógica social de hierarquia de gênero que se perpetua.

Referências

Escola de Arquitetura concede título de Professor Emérito a seis docentes. 2005. Disponível em: . Acesso em: 12 mai. 2020.
GÁTI, Andréa. Lina e Zaha: Exceções que confirmam a regra. In: 6º Seminário Ibero-Americano Arquitetura e Documentação. Belo Horizonte/MG, 2019.
GÁTI, Andréa. ONDE NÃO ESTÃO AS ARQUITETAS? Revisão historiográfica das questões de gênero na arquitetura moderna brasileira. In: V Seminário Ibero-Americano Arquitetura e Documentação. Belo Horizonte/MG, 2017.
GRAEFF, Edgar Albuquerque. Uma sistemática para o estudo da Teoria da Arquitetura. Goiânia, Trilhas Urbanas, Cap. I e II, 2006.
GUIMARAENS, Cêça; COUTO, Sylvia. Musas do Patrimônio Moderno: Lina, Gisela e Janete. In: 8º Seminário DOCOMOMO Brasil - Cidade Moderna e Contemporânea: Síntese e Paradoxo das Artes. Rio de Janeiro/RJ, 2009.
História da EA. Disponível em:
LEMOS, Celina Borges; DANGELO, André Guilherme Dornelles; CARSALADE, Flávio de Lemos (Orgs.). Escola de arquitetura da UFMG. Lembranças do passado, visão do futuro. Belo Horizonte, EA/UFMG, 2010.
LIMA, Ana Gabriela Godinho. Arquitetas na América Latina do Século XX. In: 13º Seminário DOCOMOMO Brasil - Arquitetura Moderna Brasileira. 15 anos do Docomomo Brasil. Todos os mundos um mundo só. Salvador/BA, 2019.
Modernismo Em Vitória/ES. Disponível em: . Acesso em: 27 abr. 2020.
MORAES, Eduardo R. Affonso. História da Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte, Imprensa da UFMG, Vol. I e II, 1971.
OLIVEIRA, Cléo Alves Pinto de; PERPÉTUO, Maini de Oliveira. Arquitetura numa cidade moderna – ensino e produção (1930-1964). 2004. Pesquisa de Iniciação Científica (FAPEMIG) - EA/UFMG. Belo Horizonte/MG, Vol. 2, p. 173-182.
OLIVEIRA, Cléo Alves Pinto de; PERPÉTUO, Maini de Oliveira. Arquitetura numa cidade moderna – ensino e produção (1930-1964) Disponível em: . Acesso em: 6 abr. 2020.
RIBEIRO, Patrícia Pimenta Azevedo. A Participação da Escola de Arquitetura na Construção do Pensamento Moderno em Belo Horizonte. Disponível em: . Acesso em: 25 jun. 2020.
RUBINO, Silvana; SANTORO, Paula; ADAMA, Telmi. Arquitetura e a questão de gênero: a mulher na arquitetura e na cidade. In: ENCONTRO ESTADUAL SASP, 2014, São Paulo. Disponível em: . Acesso em: 20 mai. 2020.
SÁ, Flávia Carvalho de. Profissão: Arquiteta – Formação profissional, mercado de trabalho e projeto arquitetônico na perspectiva das relações de gênero. 2010. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo. São Paulo/SP, 2010.
SILVA, Geraldo Ângelo de Almeida e. Arquitetura Escolar em Minas Gerais: A Experiência da CARPE. 2016. Dissertação (Mestrado em Arquitetura e Urbanismo) – Escola de Arquitetura, Universidade Federal de Minas Gerais. Belo Horizonte/MG, 2016.
SOUZA, Stefanie Martins de. Concursos Em Revista: Análise De Concursos Sob A Ótica Da Revista Arquitetura E Engenharia (Belo Horizonte, 1949-1965). Relatório final de pesquisa de Iniciação Científica apresentado à Assessoria de Pós-Graduação e Pesquisa. UniCEUB, Brasília, 2018.
STRATIGAKOS, Despina. Where Are the Women Architects?. New Jersey, Princeton University Press, 2016.
UNIVERSIDADE FEDERAL DE MINAS GERAIS. 1930 - 1970 Escola de Arquitetura da UFMG. Belo Horizonte, EA/UFMG, 1970.
Acervos: BU Memória - Biblioteca Central da UFMG
Coleção Memória Biblioteca Prof. Raffaello Berti – EA/UFMG
Laboratório de Fotodocumentação Sylvio de Vasconcellos – EA/UFMG
Periódico: REVISTA ARQUITETURA E ENGENHARIA. Belo Horizonte. 1946-1994.
Publicado
2021-01-13