Letramentos Acadêmicos na Área da Engenharia: Discussões em Contexto de Aprendizagem Ativa no Ensino Superior

  • Thais de Souza Schlichting Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Universidade Regional de Blumenau (FURB).
Palavras-chave: Letramento acadêmico. Aprendizagem ativa. Ensino Superior.

Resumo

Inovações tecnológicas e reflexos da globalização têm, historicamente, refletido em distintas esferas sociais, modificando os modos de (inter)agir em sociedade, especialmente no mundo do trabalho. O domínio da linguagem verbal, então, passa a figurar um importante papel em diferentes profissões que, em outros momentos históricos, não encontravam essa demanda. Nesse contexto, este artigo objetiva discutir como se constituem práticas de leitura e escrita na formação acadêmica em contexto de aprendizagem ativa em Engenharia. Para tanto, são analisadas entrevistas realizadas com estudantes e professores do Mestrado Integrado em Engenharia e Gestão Industrial (MIEGI) da Universidade do Minho, que tem parte de seu currículo organizado por projetos. Os dados são analisados sob as teorias do Círculo de Bakhtin, dos Novos Estudos do Letramento e da Aprendizagem Ativa. As análises sinalizam que currículos pautados em metodologias ativas oportunizam práticas de letramento acadêmico de forma integrada às práticas de linguagem características do mundo profissional.

Biografia do Autor

Thais de Souza Schlichting, Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC). Universidade Regional de Blumenau (FURB).
É doutoranda pelo Programa de Pós-Graduação em Linguística da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) e mestre em Educação pela Universidade Regional de Blumenau (FURB). Atualmente, leciona na Rede Estadual de Ensino de Santa Cataria.
Publicado
2019-12-30
Seção
Artigos - Fluxo contínuo