Análises de políticas educacionais de acolhimento: a integração de alunos haitianos e o projeto “Escola sem Fronteiras” em Contagem/mg

  • Roberta Garcia Universidade Federal de Minas Gerais
  • Juliana Machado Universidade Federal de Minas Gerais
Palavras-chave: Políticas de acolhimento, Ensino, Imigrantes haitianos, Escolas públicas.

Resumo

O Brasil é um dos países que vem apresentando um crescente movimento a respeito de criação de medidas específicas para a recepção de diversos públicos de imigrantes. Entre eles, o público haitiano se destaca. Por ser interesse maior para a produção deste artigo, focaremos mais especificamente na situação de crianças e adolescentes e de jovens e adultos, imigrantes haitianos, matriculados em escolas municipais de Contagem / MG, que são presença cada vez mais constante. Para tanto, apresentaremos algumas ações propostas no projeto Escola Sem Fronteiras, considerado um dos mais importantes para o acolhimento dos haitianos. Com base em visitas a três escolas e observações em sala de aula, traçamos um paralelo entre o que se propõe no projeto e sua implementação efetiva nas instituições educacionais. Como conclusão, expressamos nossas reflexões, por meio da discussão sobre medidas que, em nossa visão, se revelaram potenciais e sobre aquelas que precisam ser reconfiguradas.

Publicado
2020-11-04