O uso da preposição “a” como Objeto Direto (OD) e Indireto (OI): uma análise contrastiva entre o espanhol e o português brasileiro

  • Valdilena Ramme Universidade Federal da Integração Latino-americana
  • Diego Giovanni Vargas Rodriguez UNILA
Palavras-chave: Preposição “a”, Ensino de PLE e ELE, Análise Contrastiva

Resumo

Neste artigo, analisamos o uso da preposição “a” com complementos diretos preposicionados e com complementos indiretos, no espanhol, em comparação com as (im)possibilidades de uso dessa preposição no português brasileiro (PB). Tomando como base a revisão de trabalhos gramaticais normativos e descritivos, assim como nossa própria análise contrastiva, foi possível sistematizar uma interessante generalização: enquanto a preposição “a” usada em contexto de Objeto Direto desaparece no português brasileiro, a mesma preposição é substituída por “para” em contextos de Objeto Indireto Dativo e de direção de movimento. A partir dessas observações, percebemos como uma abordagem explícita e contrastiva da gramática pode facilitar a prática cotiada de professores de ELE e PLE.

Referências

BORBA, F.S. Sistema de preposições em português. 1971. 230f. Tese de Doutorado. Tese (Livre Docência)–Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, USP, São Paulo.

CASTILHO, A.T. Gramática do Português Brasileiro. São Paulo: Editora Contexto, 2010.

CUNHA, C., & CINTRA, L. F. L. Nova gramática do português contemporâneo. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 2008.

FANJUL, A.P; GONZÁLES, N.T.M. (Ed.). Espanhol e português brasileiro: estudos comparados. São Paulo: Parábola Editorial, 2014.

FARACO, C.A.; CASTRO, G. Por uma teoria lingüística que fundamente o ensino de língua materna (ou de como apenas um pouquinho de gramática nem sempre é bom). In Educar em revista, n. 15, p. 1-9, 1999. Disponível em: http://www.scielo.br/pdf/er/n15/n15a15.pdf Acesso em 28 de Julho de 2018.

GÓMEZ TORREGO, L. Nuevo Manual de Español Correcto. Madrid: Arco Libros, 2003.

MORENO, C; FERNÁNDEZ, G.M.E. Gramática contrastiva del español para brasileños. Sociedad General Española de Librería, 2007.

RAE, Real Academia Española. Nueva gramática de la lengua española. Manual. Madrid: Espasa, 2010.

TORRES-MORAIS, M.A. Conversando sobre o objeto indireto nulo no português brasileiro (Talking about the null indirect object in Brazilian Portuguese). In Estudos da Língua(gem), v. 8, n. 1, p. 171, 2010.
Publicado
2020-11-04