A imaginação surrealizante na poesia de Murilo Mendes

Palavras-chave: Murilo Mendes, Poesia, Imaginação, Sonhos

Resumo

O presente estudo tem como objetivo apontar as questões do trabalho imaginativo na poesia de Murilo Mendes. Partindo de poemas essenciais do autor dentro do tema proposto, buscamos fazer um rápido e conciso mapeamento da imaginação em sua lírica, tendo como base críticos importantes da obra muriliana e pensadores da literatura e das artes como um todo.

Referências

BACHELARD, Gaston. A água e os sonhos: ensaio sobre a imaginação da matéria. Tradução: Antonio de Pádua Danesi. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

________________. O ar e os sonhos: ensaio sobre a imaginação do movimento. Tradução: Antonio de Pádua Danesi. 2ª ed. São Paulo: Martins Fontes, 2001.

BARBOSA, Leila Maria Fonseca & RODRIGUES, Marisa Timponi Pereira. A trama poética de Murilo Mendes. Rio de Janeiro: Lacerda Editores, 2000.

BLANCHOT, Maurice. “René Char”. In: A parte do fogo. Tradução: Ana Maria Scherer. Rio de Janeiro: Rocco, 2011.

FRANCO, Irene Miranda. Murilo Mendes: pânico e flor. Rio de Janeiro: 7 Letras; Juiz de Fora: Centro de Estudos Murilo Mendes – UFJF, 2002.

FRIAS, Joana Matos. O erro de Hamlet: poesia e dialética em Murilo Mendes. Rio de Janeiro: 7 Letras; Juiz de Fora: Centro de Estudos Murilo Mendes – UFJF, 2002.

GUIMARÃES, Júlio Castañon. Murilo Mendes. São Paulo: Brasiliense, 1986.

MENDES, Murilo. Poesia completa e prosa, volume único. Organização e preparação do texto: Luciana Stegagno Picchio. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 1994.

________________. As metamorfoses. Posfácio: Murilo Marcondes de Moura. Resenha: Lauro Escorel. São Paulo: Cosac Naify, 2015.

MERQUIOR, José Guilherme. “Murilo Mendes ou a poética do visionário”. In: Razão do poema: ensaios de crítica e de estética. 3ª. ed. São Paulo: É Realizações, 2013.

MOURA, Murilo Marcondes de. Murilo Mendes: a poesia como totalidade. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo: Giordano, 1995.

Publicado
2020-07-23