A aprendizagem de léxico a partir das atividades gamificadas

Chatbot e Duolingo Histórias

  • Daniela Hillesheim UNIOESTE
  • Rosemary Irene Castañeda Zanette
Palavras-chave: Língua Inglesa, Léxico, Gamificação

Resumo

Este trabalho tem por objetivo analisar atividades gamificadas propostas por dois aplicativos móveis de aprendizagem de língua inglesa, o Duolingo e o Mondly. Ambos apresentam lições voltadas para níveis iniciais que partem de atividades que contemplam o léxico da língua, questão central deste trabalho. Outro ponto em comum é que eles fazem parte de uma ampla categoria de novas Tecnologias da Informação e Comunicação (TIC) que passaram a ser vastamente utilizadas por usuários que buscam aprender uma língua estrangeira. Grande parte dos aplicativos voltados para este intuito possuem características de jogos (gamificação), as quais servem também para incentivar o usuário a se manter ativo no curso. Esta pesquisa possui uma abordagem qualitativa e interpretativista, e se enquadra na área da Lexicologia. As atividades analisadas se diferenciam das lições principais, pois, nas primeiras, há um contexto estabelecido por diálogos, enquanto, nas últimas, são trabalhadas palavras e frases de forma isolada.

Referências

ALVES, F. Gamification: como criar experiências de aprendizagem engajadoras. E-book. 2. ed. São Paulo: DVS, 2015.

BIDERMAN, M. T. C. Léxico e vocabulário fundamental. Alfa. São Paulo: 1996, vol. 40, pp. 27-46.

______. As ciências do léxico. In: OLIVEIRA, A. M. P. P.; ISQUERDO, A. N. (orgs). As ciências do léxico: lexicologia, lexicografia, terminologia. 2. ed. Campo Grande, MS: Ed. UFMS, 2001, p. 13-22.

CABRAL, A. C. S. F. Estratégias Lúdicas inseridas na experiência do usuário: Duolingo e sua forma de aproximação. 2018. Dissertação (Mestrado em Tecnologias da Inteligência e Design Digital). 101 f. Programa de Pós-Graduação em Tecnologias da Inteligência e Design Digital, Pontifícia Universidade Católica de São Paulo - PUC, São Paulo, 2018.

CORDA, A.; MARELLO, C. Lessico: insegnarlo e impararlo. Perugia, Itália: Guerra Edizioni, 2004.

DETERDING, S. From Game Design Elements to Gamefulness: Defining “Gamification”. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/230854710_From_Game_Design_Elements_to_Gamefulness_Defining_Gamification. Acesso em: 10 mar. 2020.

FERREIRA, M. C. Campos léxico-semânticos e o ensino de vocabulário de segunda língua. Revista Prolíngua, v. 2. n. 2., p. 38-47, Jul./Dez. de 2009.

HONORATO, A. A. Duolingo no ensino-aprendizagem de inglês com foco no vocabulário: potencialidades e limitações. 2018. Dissertação (Mestrado em Ensino e Processos Formativos). 152 f. Programa de Pós-Graduação em Ensino e Processos Formativos, do Instituto de Biociências, Letras e Ciências Exatas. Universidade Estadual Paulista – UNESPAR, São José do Rio Preto, São Paulo, 2018.

KAPP, K. The Gamification of Learning and Instruction: Game-Based Methods and Strategies for Training and Education. San Francisco: Pfeiffer, 2013.

LEFFA, V. J. Gamificação adaptativa para o ensino de línguas. In: Anais do Congresso Ibero-Americano de Ciência, Tecnologia, Inovação e Educação. Buenos Aires, 2014, p. 1-12.

______. Redes sociais: ensinando língua como antigamente. In: ARAÚJO, J; LEFFA, V (Orgs.). Redes sociais e ensino de línguas: o que temos de aprender? São Paulo: Parábola Editorial, 2016. p. 155-170.

LOBATO, G. et al. Educação e Tecnologia: novas possibilidades, novos caminhos. E-book. 1. ed., 2018.

ORSI, V. Lexicologia: o que há por trás das palavras? In: GOLÇALVES, A. V.; GÓIS, M. L. S. (org) Ciências da linguagem: o fazer científico? Campinas, SP: Mercado das Letras, 2012.

PAIVA, V. L. M. O. Tecnologias digitais no ensino de línguas: passado, presente e futuro. Revista da Abralin, v. 18, n. 1, p. 02-26, 2019.

SANTOS, M. E. M. Para além dos bons jogos: os princípios da competência comunicativa em atividades gamificadas. 2018. 111f. Dissertação (Mestrado em Letras) – Programa de Pós-Graduação em Letras. Universidade Federal de Pelotas, Pelotas, 2018.

SATAKA, M. M. Análise do aplicativo Duolingo para aprendizagem de Língua Espanhola: uma pesquisa narrativa. 2019. 181 f. Dissertação (Mestrado em Linguística e Língua Portuguesa). Programa de Linguística e Língua Portuguesa da Faculdade de Ciências e Letras. Universidade Estadual Paulista – UNESP, Araraquara, 2019.

VILELA, M. O ensino da língua na encruzilhada das normas. Revista do GELNE, v. 1, n. 2, p. 91-104, 1999.

______, M. O léxico do Português: perspectiva geral. Filologia Linguística Portuguesa, n. 1, p. 31-50, 1997.
Publicado
2020-12-27
Seção
Artigos - Fluxo contínuo