Sobre a Revista

Foco e Escopo

A Revista Ephemera, eISSN  2596-0229, é uma revista científica da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP), editada pelo Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC). Publica ensaios e artigos resultantes de revisões bibliográficas, relatos de investigações e experimentações, pesquisas acadêmicas e reflexões criativas sobre processos contemporâneos de criação e sobre marcos históricos importantes nas artes cênicas, aceitando contribuições de autores nacionais e estrangeiros, de modo a colaborar com o crescimento e difusão do conhecimento da área no país.

Para Tanto, a revista é dividida em três seções temáticas que buscam contemplar a diversidade de abordagens e temas vigentes na atual cena de pesquisa em artes cênicas:

-Seção Dossiê
A cada número, um editor convidado organizará artigos de pesquisadores relevantes sobre um tema específico, pré-determinado pelos editores-chefes.
Idiomas aceitos: português, inglês, espanhol e francês.

- Seção Fluxo
Como o próprio nome sugere, a seção recebe artigos em fluxo contínuo. Os pesquisadores, brasileiros e estrangeiros, podem enviar seus textos para avaliação a qualquer momento, não sendo necessário aguardar a chamada para a submissão de artigos.
Idiomas aceitos: português, inglês, espanhol e francês.

- Seção Acontece
Seção que aceita contribuições em formatos variados: entrevistas, resenhas sobre livros e crítica de espetáculos, festivais, etc.
Idiomas aceitos: português, inglês, espanhol e francês.

 

Processo de Avaliação pelos Pares

Revista Ephemera  recebe artigos (seja para dossiês temáticos ou em fluxo contínuo), bem como resenhas de livros e crítica de processos a serem avaliados em pares de forma cega por pareceristas (parecer duplo-cego), sendo que cada artigo é submetido a pelo menos dois avaliadores. Estes terão o prazo de um mês para emissão dos pareceres, com a possibilidade de prorrogação por mais uma (1) semana, desde que o parecerista manifeste esse desejo.

Os avaliadores são escolhidos tanto dentre os membros do Conselho Editorial quanto dentre pesquisadores externos (pareceristas ad hoc), todos doutores da área das Artes Cênicas e áreas afins, seguindo o critério das afinidades temáticas, observadas a partir dos registros de trabalhos, pesquisas e outras experiências em seus currículos na Plataforma Lattes.

 

Periodicidade

Quadrimestral, a partir de 2020.

 

Política de Acesso Livre

A Revista Ephemera oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.


Programa antiplágio

A Ephemera utiliza o CopySpider como programa de detector de plágio, objetivando testar conteúdos sob o crivo de existência de cópias indevidas. Um documento possui cópias indevidas quando adapta ou transcreve trechos de outros documentos sem apresentar citações de referências bibliográficas.

 

Histórico do periódico

Ephemera é uma publicação semestral do PPGAC/UFOP (Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal de Ouro Preto). Sendo uma revista nova, criada em dezembro de 2018, tem como proposta contribuir para a difusão e a livre circulação do conhecimento artístico e científico no campo das Artes Cênicas, aprofundando este em seu diálogo com as diferentes linguagens artísticas em suas múltiplas abordagens e, sobretudo, em seu enfoque interdisciplinar com as Humanidades.

Publica ensaios e artigos resultantes de revisões bibliográficas, relatos de investigações e experimentações, pesquisas acadêmicas e reflexões criativas sobre processos contemporâneos de criação e sobre marcos históricos importantes nas artes cênicas, aceitando contribuições de autores nacionais e estrangeiros. A revista é dividida em três seções temáticas que buscam contemplar a diversidade de abordagens e temas vigentes na atual cena de pesquisa em artes cênicas.

Ephemera nasce no segundo semestre de 2018 como publicação digital, procurando tirar o máximo proveito desse veículo, não se limitando a reproduzir em padrão de revista impressa, antes tendo a intenção de ser uma publicação ágil e dinâmica, capaz de dialogar com o meio digital em que se insere e, ao mesmo tempo, possibilitar tanto a divulgação de pesquisas consolidadas quanto a revelação de novos pesquisadores, além de indicar, através de hiperlink, acervos de imagens, fotos, textos, vídeos ou diferentes registros que possam auxiliar na compreensão e fruição de espetáculos, performances, acontecimentos ou outros eventos abordados.