O Jato de Sangue: Dialética e Anacronismo em Antonin Artaud

Resumo

Este texto tem como propósito analisar a dramaturgia Artaudiana denominada O jato de sangue (1975), escrita por Antonin Artaud em 1925, a partir dos conceitos de imagem dialética e de anacronismo, propostos por Georges Didi-Huberman (1998), e da teoria acerca da dialética negativa de T. W. Adorno (2009). Para tanto, traçou-se pontos de tensão que constituem parte da estética dessa obra teatral.

Biografia do Autor

Marcelo Eduardo Rocco de Gasperi, Professor Adjunto do Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal de Ouro Preto (PPGAC / UFOP)

Doutor em Artes pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)
Professor Adjunto do Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal de Ouro Preto (PPGAC / UFOP)

 
Glênio Araújo Vilela

Mestre em Teoria da Literatura pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG)

Referências

ADORNO, Theodor W. Dialética negativa. Tradução de Marco Antonio Casanova. Rio de Janeiro: J. Zahar, 2009.

ARTAUD, Antonin. El jet sangre. Tradução de Antonio López Crespo. In: ARTAUD, Antonin. El ombligo de los limbos. El pesa-nervios. Buenos Aires: Ed. Aquarius, 1975. p. 34-40.

ARTAUD, Antonin. Escritos de Antonin Artaud. Tradução e organização de Cláudio Willer. 3. ed. Porto Alegre: L&PM, 1983. (Rebeldes e Malditos)

ARTAUD, Antonin. O teatro e seu duplo. Tradução de Teixeira Coelho. 2 ed. São Paulo: Martins Fontes, 1999.

BRETON, André. Manifesto surrealista. Disponível em: <http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=2320>. Acesso em: 22 de fevereiro de 2019.

COHEN, Renato. Performance como linguagem: criação de um tempo-espaço de experimentação. São Paulo: Perspectiva, 1989.

DIDI-HUBERMAN, Georges. O que vemos, o que nos olha. Tradução de Paulo Neves. São Paulo: Ed. 34, 1998.

FARIAS, José Niraldo de. A agonia da razão: contextos do fenômeno surrealista. In: FARIAS, José Niraldo de. O surrealismo na poesia de Jorge de Lima. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2003. p. 15-31.

GARCIA, Silvana. As trombetas de Jericó: teatro das vanguardas históricas. São Paulo: Hucitec, 1997.

KOTHE, Flávio René. Do ângulo de Adorno. In: KOTHE, Flávio René. Benjamin & Adorno: confrontos. São Paulo: Ática, 1978. p. 121-211.

RAMOS, Luiz Fernando. O parto de Godot: e outras encenações imaginárias, a rubrica como poética da cena. São Paulo: Hucitec: Fapesp, 1999.

VIRMAUX, Alain. Artaud e o teatro. Tradução de Carlos Eugenio Marcondes Moura.2. ed. São Paulo: Perspectiva, 1990.

Publicado
2020-05-01