Companhia Giradança: experiência estética na diversidade e complexidade dos artistas com e sem deficiência

Resumo

Este artigo apresenta as experiências junto à companhia Giradança na condição de coreógrafo, artista e diretor. O estudo aborda as criações coreográficas realizadas com diferentes corpos com deficiência em diferentes níveis e graus, bem como a integração desses corpos com outros corpos sem deficiência física. O trabalho tem como objetivo refletir as criações coreográficas no contexto da dança contemporânea. Além disso, o trabalho aborda a complexidade das diferenças entre os corpos e as possibilidades de potencializar o corpo na cena de dança por meio das análises das criações, produções e projeção nacional e internacional da Companhia Giradança.

Biografia do Autor

Anderson Leão, Cia Giradança

Artista e coreógrafo, especialista em dança. Atuou por treze anos à frente da Companhia Giradança, uma das pioneiras no Brasil. E-mail:  andersonleaobr@gmail.com

Publicado
2020-07-21