UM FALSO CONTRAEXEMPLO À INDISCERNIBILIDADE DE IDÊNTICOS

  • Luís Filipe Estevinha Lourenço Rodrigues Centro de Filosofia da Universidade de Lisboa

Resumo

Averiguarei, neste ensaio, se, de um determinado contexto de atribuição de crença, é possível extrair um contraexemplo eficaz ao Princípio da Indiscernibilidade de Idênticos (PII), falsificando-o. O propósito final do trabalho é exibir um espécime desse contraexemplo e mostrar que, mesmo quando assume uma das suas configurações mais agressivas, não falsifica realmente o PII.

Publicado
2012-05-30
Seção
ARTIGOS INÉDITOS