O ARGUMENTO MODAL DA CONSEQUÊNCIA

  • Pedro Merlussi Universidade Federal de Santa Catarina

Resumo

Em An essay on free will, van Inwagen apresenta três argumentos formais a favor do incompatibilismo que são três versões de um mesmo argumento. Neste artigo, discuto um desses argumentos, designadamente, o argumento modal da consequência. Esse argumento usa um operador modal sentencial que van Inwagen define como se segue: “Np” abrevia “p e ninguém tem, nem nunca teve, qualquer escolha sobre se p”. Além disso, van Inwagen nos diz que esse operador tem duas regras de inferência: Alfa (de □p, podemos inferir Np) e Beta (de Np e      N (p → q), podemos inferir Nq). McKay e Johnson (1996) apresentaram um bom contraexemplo à regra Beta. O objetivo deste artigo é oferecer uma resposta bem-sucedida a McKay e Johnson.

Publicado
2012-05-30
Seção
ARTIGOS INÉDITOS