O armazenamento de conteúdos no radiojornalismo convergente: um estudo de caso da Rádio Gaúcha

  • Lucas Altamor Delgado Universidade Federal de Santa Maria
  • Mirian Redin de Quadros Universidade Federal de Santa Maria
Palavras-chave: Convergência Midiática, Radiojornalismo, Memória

Resumo

O processo de convergência e as consequentes inovações tecnológicas vem alterando os modos de consumo e produção no radiojornalismo. Para compreender como o rádio vem se adaptando a este cenário, principalmente no que se refere ao armazenamento e disponibilização de conteúdos para consumo assíncrono, desenvolvemos um estudo de caso da Rádio Gaúcha. Articulando reflexões teóricas acerca dos conceitos de rádio hipermidiático e rádio expandido, memória e consumo assíncrono, à análise das plataformas digitais utilizadas pela emissora e à realização de entrevista em profundidade, observamos que, ainda que não haja um modo de fazer consolidado no que se refere ao uso da internet para o armazenamento de conteúdo, a Rádio Gaúcha vem explorando estratégias e tecnologias visando a adequação ao contexto da convergência. 

Biografia do Autor

Lucas Altamor Delgado, Universidade Federal de Santa Maria
Jornalista pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)
Mirian Redin de Quadros, Universidade Federal de Santa Maria

Jornalista pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (Unijuí)

Mestre em Comunicação Midiática pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Doutoranda em Comunicação Midiática pela Universidade Federal de Santa Maria (UFSM)

Referências

ADAMI, Antonio. Estágio atual das Pesquisas sobre rádio no Brasil: as novas possibilidades na era dos “Millennials” e o tamanho do meio. In: ZUCULOTO, Valci; LOPEZ, Debora; KISCHINHEVSKY, Marcelo (Orgs.). Estudos radiofônicos no Brasil: 25 anos do Grupo de Pesquisa Rádio e Mídia Sonora da Intercom. 1. ed. São Paulo: Intercom, 2016. p. 126-141.

ALMEIDA, Ana Carolina; MAGNONI, Antônio Francisco. Rádio e internet: recursos

proporcionados pela web ao radiojornalismo. In: MAGNONI, Antônio Francisco;

CARVALHO, Juliano Maurício (Orgs.). O novo rádio: cenários da radiodifusão na era

digital. São Paulo: Ed. Senac São Paulo, 2010. p. 273-290.

CEBRIÁN HERREROS, Mariano. La radio en el entorno de las multiplataformas de comunicaciones. 2011. Palestra proferida durante o XXXIV Congresso Brasileiro de Ciências da Comunicação, realizado em Recife (PE). Disponível em: https://blogintercomradio.files.wordpress.com/2011/09/la-radio-en-el-entorno-de-las-multiplataformas-de-comunicaciones.pdf. Acesso em 13 out. 2017.

HAUSMAN, Carl; MESSERE Fritz; O’DONNELL, Lewis; BENOIT, Philip. Rádio: produção, programação e performance. 1. ed. São Paulo: Cengage Learning, 2010.

KISCHINHEVSKY, Marcelo. O rádio sem onda: convergência digital e novos desafios na radiodifusão. Rio de Janeiro: E-Papers, 2007.

______. Radiojornalismo comunitário em mídias sociais e microblogs: circulação de

conteúdos publicados no portal RadioTube. Estudos em Jornalismo e Mídia. v. 9, n. 1, p. 136-148, jan-jun.2012.

______. Compartilhar, etiquetar: Interações no rádio social. Comunicação Mídia e Consumo, 2014, p. 143-162. Disponível em: <http://revistacmc.espm.br/index.php/revistacmc/article/viewArticle/371>. Acesso em: 24 set 2016.

______. Rádio e mídias sociais: mediações e interações radiofônicas em plataformas digitais de comunicação. 1. ed. Rio de Janeiro: Mauad X, 2016.

LOPEZ, Debora Cristina. Radiojornalismo hipermidiático: tendências e perspectivas do jornalismo de rádio all news brasileiro em um contexto de convergência tecnológica. Covilhã, Portugal: LabCom, 2010. Disponível em: <http://www.livroslabcom.ubi.pt/pdfs/20110415-debora_lopez_radiojornalismo.pdf> Acesso em: 11 junho 2016.

MANZINI, Eduardo José. A entrevista na pesquisa social. Didática. v 26-27, p. 149-158, 1990-1991.

NOGUEIRA, Luís. Jornalismo na rede: arquivo, acesso, tempo, estatística e memória. 2002. Disponível em: http://labcom-ifp.ubi.pt/files/agoranet/02/nogueira-luis-jornalismo-na-rede.pdf. Acesso em: 13 out. 2017.

PALÁCIOS, Marcos. Ruptura, continuidade e potencialização no jornalismo on-line: o lugar da memória. In: MACHADO, Elias; PALÁCIOS, Marcos (Orgs.). Modelos de Jornalismo. Salvador: Edições GJOL e Ed. Calandra, 2003, p.

RUTILLI, Marizandra. Rotinas produtivas e relação com as fontes no rádio informativo em ambiente de convergência: um estudo de caso de emissoras de Porto Alegre. 2014. Dissertação (Mestrado) - Programa de Pós-Graduação em Comunicação, Facos, UFSM, Santa Maria, 2014.

SANDE, Manuel Fernández; MICHELETTI, Bruno Domingues. Preservação audiovisual: proposição de uma tipologia para categorização do patrimônio radiofônico. In: ZUCULOTO, Valci; LOPEZ, Debora; KISCHINHEVSKY, Marcelo (Orgs.). Estudos radiofônicos no Brasil: 25 anos do Grupo de Pesquisa Rádio e Mídia Sonora da Intercom. 1. ed. São Paulo: Intercom, 2016. p. 126-141.

TRIVIÑOS, Augusto N.S. Introdução à pesquisa em ciências sociais. São Paulo: Atlas, 1987.

YIN, Robert K. Estudo de caso: planejamento e métodos. 2. ed. Porto Alegre: Bookman, 2001.

Fontes orais

RAPHAELLI, Michelle. Entrevista concedida ao autor em 17 de novembro de 2016. Santa Maria, 2016.

Publicado
2018-09-28
Edição
Seção
Artigos