Quando o silêncio afeta os ouvidos

As notas da censura durante a ditadura e suas consequências no cotidiano

  • João Batista de Abreu Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Censura, Ditadura, Resistência, Radiojornalismo, Meningite

Resumo

As notas de censura à imprensa e as estratégias utilizadas como forma de resistência por parte de algumas emissoras de rádio revelam uma batalha discursiva durante a ditadura civil-militar no Brasil. As disputas de sentido na cobertura sobre a epidemia de meningite em São Paulo nos anos 1970 expõem a relação entre Estado e meios de comunicação no autoritarismo, comprometendo o estabelecimento de uma sociedade bem informada. O artigo reúne relatos de experiência do autor, apresentação de documentos, como as notas de censura, enviadas para a redação do Jornal do Brasil e da Rádio Jornal do Brasil, e entrevistas com jornalistas.

Biografia do Autor

João Batista de Abreu, Universidade Federal Fluminense

Professor titular aposentado do curso de Jornalismo da Universidade Federal Fluminense. Doutor em Comunicação pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, com a tese de doutorado "Rádio e formação de mentalidades" (2004). Curso de especialização em Rádio pelo Ciespal e Radio Nederland Training Centre, em Quito, Equador (1984). Sociólogo e jornalista profissional com passagens por Jornal do Brasil, Rádio Jornal do Brasil, O Globo, TV Globo, TV Educativa do Rio de Janeiro e Jornal do Commercio. Conselheiro da ABI e membro da comissão de educação.

Referências

ABREU, João Batista. As manobras da informação – Análise da cobertura jornalística da luta armada no Brasil. Rio de Janeiro: Eduff/Mauad, 2000.

BARATA, Rita de Cássia Barradas. Meningite: uma doença sob censura? São Paulo: Cortez, 1998

IBGE, Pesquisa Nacional por Amostragem de Domicílio, 1995.

MAYRINK, José Maria. Mordaça no Estadão. São Paulo: Ed. O Estado de S. Paulo, 2008.

MOREIRA, Sonia Virgínia. Rádio palanque – fazendo política no ar. Rio de Janeiro: Mil Palavras, 1998.

ORLANDI, Eni. As formas do silêncio – no movimento dos sentidos. Campinas: Ed. Unicamp, 1995.

Documentos citados

Carta enviada pela direção da Rádio JB à Associação Brasileira de Imprensa.

Documento interno da Rádio Jornal do Brasil redigido pelo subeditor Rosental Calmon Alves.

Entrevista concedida pelo repórter André Luiz Azevedo, colega de trabalho na Rádio JB, em dezembro de 1992.

Relação das notas de censura recebidas pela Rádio Jornal do Brasil, cedida pela jornalista e escritora Ana Maria Machado, na época chefe do Departamento de Radiojornalismo.

Relação das notas de censura recebidas pelo Jornal do Brasil, cedida pelo jornalista José Silveira, secretário de redação.
Publicado
2020-11-08
Seção
Dossiê “Rádio e catástrofes"