Explosions of Sepp

  • Guilherme Foscolo Universidade Federal do Sul da Bahia

Resumo

Resumo:Trata-se de recuperar a subterrânea influência de Marx na produção teórica que se movimenta a partir do colóquio “Materialidades da Comunicação”. Argumenta-se que o colóquio “Materialidades da Comunicação”, na tentativa de revisitar o conceito marxiano de materialismo, produziu uma versão “de-marxializada” da materialidade como alternativa (e reação) aos excessos de uma cultura pós-moderna da interpretação. No entanto, a de-marxialização do conceito significou, em última instância, esvaziá-lo de sua crítica política, fazendo dele uma ferramenta politicamente inócua. Sugere-se, por fim, que reconectar o conceito de materialidade à sua origem crítica abre toda uma gama de possíveis investigações. 

 

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-02-18
Seção
Dossiê