FORMAS DA HISTÓRIA E DA TEMPORALIDADE: REVISITANDO “EM 1926” DE HANS ULRICH GUMBRECHT

  • Marcelo Jasmin
Palavras-chave: Hans Ulrich Gumbrecht, historiografia, sincronia, tempo histórico

Resumo

O presente trabalho apresenta algumas hipóteses acerca dos modos de elaboração da historiografia de Hans Ulrich Gumbrecht, tendo como foco o seu livro Em 1926 - Vivendo no Limite do Tempo. Trata de aproximar, num primeiro momento, a sincronia que caracteriza esta obra das formulações clássicas de Jacob Burckhardt acerca da escrita historiográfica de A Cultura do Renascimento na Itália, e seu afastamento crítico das filosofias da História, para, em seguida, contrastar as duas obras em busca do que é próprio à criação gumbrechtiana.

Downloads

Não há dados estatísticos.
Publicado
2019-02-18
Seção
Dossiê