Quatro cartas de Walter Benjamin a Herbert Belmore

  • Susana Lages
  • Vanessa Räbel Universidade Federal Fluminense
Palavras-chave: Walter Benjamin, Movimentos de juventude alemães, Erotismo

Resumo

Apresentamos aqui uma tradução anotada de uma seleção de quatro cartas representativas das questões que mobilizavam o jovem Benjamin durante o período em que participou do movimento da juventude alemão em Berlim e em Friburgo. Entre elas, destaca-se seu engajamento em prol de uma radical mudança de postura e de mentalidade por parte dos jovens. A base dessa nova atitude estava na crítica às instituições educacionais de sua época, sustentadas por reflexões sobre o amor, o erotismo, a amizade, associadas ao papel da leitura, da literatura e das artes como parte fundamental de um programa de educação estética humana.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Vanessa Räbel, Universidade Federal Fluminense

Vanessa Räbel, nascida na Alemanha em 1993, é Bacharel em Filosofia pela Universidade Federal Fluminense. Atualmente cursa Bacharelado em Letras/Alemão e é bolsista do projeto de extensão do LABESTRAD (Laboratório de Estudos da Tradução) da UFF, sob a orientação da Profa. Susana Kampff Lages.

Referências

BENJAMIN, Walter. Das Dornröschen. In: Gesammelte Schriften. 2. ed. Frankfurt a.M.: Suhrkamp, 1999. p. 9-12.
BENJAMIN, Walter. Briefe 1910-1928. Frankfurt: Suhrkamp, 1978. [Org., Intr. e notas de Gershom Scholem e Theodor W. Adorno]
BENJAMIN, Walter. The correspondence of Walter Benjamin, 1910–1940. Trad. Manfred R. Jacobson e Evelyn M. Jacobson. Londres e Chicago: The University of Chicago Press, 1994. [Edição e notas de Gershom Scholem e Theodor W. Adorno]
CHAVES, Ernani. Eros criativo: cultura e educação erotica nos textos do “estudante” Walter Benjamin. Artefilosofia, Ouro Preto, n.4, p.45-53, jan. 2008
GRUNENBERG, Antonia. Hohes Selbst. In: Götterdämmerung. Aufstieg und Fall der deutschen Intelligenz 1900-1940. Walter Benjamin und seine Zeit. Friburgo/Breisgau, Basileia, Viena: Herder, 2018. p. 18-81.
LEITE, Marcelo. O resgate dos botocudos. In: Pesquisa Fapesp, n. 107, São Paulo, p. 48-51, jan. 2005.
ROSENFIELD, Kathrin.Walter Benjamin e Robert Musil. Uma amizade impedida. In: TIMM, Ricardo et al. (orgs.) Walter Benjamin. Barbárie e memória ética. Porto Alegre: Zouk, 2020. p. 127-143.
VIEIRA, Marina Cavalcante A “Exposição Antropológica Brasileira de 1882” e a exibição de índios botocudos: performances de primeiro contato em um caso de zoológico humano brasileiro. In: Horizontes antropológicos, Porto Alegre, ano 25, n. 53, p. 317-357, jan./abr. 2019. Disponível em: http://dx.doi.org/10.1590/S0104-71832019000100012 Acesso em: 13. Set. 2020.
WEISSWEILER, Eva. Das Echo deiner Frage: Dora und Walter Benjamin – Biographie einer Beziehung. Hamburgo: Hoffmann und Campe, 2020.
Publicado
2020-09-29