A participação de professores na elaboração de tarefas matemáticas em um trabalho colaborativo

Resumo

Neste artigo, apresentamos um trabalho desenvolvido com o objetivo de identificar e analisar como professores participam da elaboração de tarefas matemáticas no projeto Observatório da Educação Matemática (OEM-Bahia). A pesquisa foi de natureza qualitativa e os dados foram coletados por meio da observação de reuniões e da realização de entrevistas com professores responsáveis pela implementação das tarefas. Os resultados apontam que os professores participam da elaboração de tarefas atendendo aos objetivos comuns do grupo e compartilhando modos de elaborar questões investigativas ou exploratórias. Essas formas de participar têm relação com o empreendimento conjunto estabelecido pelo grupo para a elaboração das tarefas e com o repertório compartilhado entre os membros do grupo, que possibilitou indícios de mudanças nas práticas em que os professores participam.

Palavras-chave: Participação de Professores. Trabalho Colaborativo. Tarefas matemáticas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith. O método nas ciências sociais. In: ALVES-MAZZOTTI, Alda Judith; GEWAMDSZNADJDER, Fernando. (Org.). O método nas ciências naturais e sociais: pesquisa quantitativa e qualitativa. São Paulo: Pioneira, 2002, p. 147-178.

ARTIGUE, Michele, PERRIN-GLORIAN, Marie Jeanne. Didactic engineering, research and development tool: some theoretical problems linked to this duality. For the Learning of Mathematics, v. 11, n. 1, p. 3-17, feb. 1991.

BOAVIDA, Ana Maria; PONTE, João Pedro da. Investigação colaborativa: potencialidades e problemas. In: SEMINÁRIO DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XIII, Viseu. Actas do XIII SIEM: Reflectir e investigar sobre a prática profissional. Lisboa: APM, 2002, p. 43-55.

CHARMAZ, Kathy. A construção da teoria fundamentada: guia prático para análise qualitativa. Tradução de Joice Elias Costa. Porto Alegre: Artmed, 2009.

DAVIS, Elizabeth A.; KRAJCIK, Joseph S. Designing educative curriculum materials to promote teacher learning. Educational Researcher, v. 34, n. 3, p.3-14, apr. 2005.

DELGADO, Maria de Fátima; FERREIRA, Rosa Antônia Tomás; FERNANDES, José Antônio. O estudo acompanhado em articulação com a Matemática: práticas de duas professoras. In: ENCONTRO DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XXIII., Lisboa, 2012, Actas do XXXIII EIEM: Práticas de ensino da Matemática. Lisboa: APM, 2012, p. 241-254.

DENZIN, Norma; LINCOLN, Yvonna S. A disciplina e a prática da pesquisa qualitativa. In: DENZIN, Norma K.; LINCOLN, Yvonna S. (Org.). Planejamento da pesquisa qualitativa: teorias e abordagens. Tradução de Sandra Regina Netz. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2006.

ESPINOSA, Afonso Jiménez; FIORENTINI, Dario. (Re)significação e reciprocidade de saberes e práticas no encontro de professores de Matemática da escola e da universidade. In: FIORENTINI, Dario; NACARATO, Adair Mendes. (Org.). Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam Matemática. São Paulo: Musa, 2005, p. 152-174.

FERREIRA, Ana Cristina. Desenvolvimento profissional e trabalho coletivo: experiências envolvendo pesquisadores, professores de Matemática e futuros professores de Ouro Preto. In: LOPES, Celi; NACARATO, Adair Mendes. (Org.). Educação Matemática, leitura e escrita: armadilhas, utopias e realidade. Campinas: Mercado das Letras, 2009, p. 250-270.

FIORENTINI, Dario. Pesquisar práticas colaborativas ou pesquisar colaborativamente? In: BORBA, Marcelo de Carvalho; ARAÚJO, Jussara de Loiola. (Org.). Pesquisa qualitativa em Educação Matemática. Belo Horizonte: Autêntica, 2004, p. 47-76.

FIORENTINI, Dario. Quando acadêmicos da universidade e professores da escola básica constituem uma CoP reflexiva e investigativa. In: FIORENTINI, Dario; GRANDO, Regina Célia; MISKULIN, Rosana Giaretta Sguerra. (Org.). Práticas de formação e de pesquisa de professores que ensinam Matemática. Campinas: Mercado de Letras, 2009, p. 233-255.

LAVE, Jeane; WENGER, Etienne. Situated learning: legitimate peripheral participation. Cambridge: Cambridge University Press, 1991.

LIEBERMAN, Ann. The meaning of scholarly activity and the building of community. Educational Researcher, v. 21, n. 6, p. 5-12, aug. 1992.

MARGOLINAS, Claire. (Org.). Task design in Mathematics Education. Proceedings of ICMI Study 22. Oxford, v. 1, 2013.

MISKULIN, Rosana Giaretta Sguerra et al. Pesquisas sobre trabalho colaborativo na formação de professores de Matemática: um olhar sobre a produção do Prapem/Unicamp. In: FIORENTINI, Dario; NACARATO, Adair Mendes. (Org.). Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam Matemática. São Paulo: Musa, 2005, p. 196-219.

NACARATO, Adair Mendes. A escola como lócus de formação e de aprendizagem: possibilidades e riscos da colaboração. In: FIORENTINI, Dario; NACARATO, Adair Mendes. (Org.). Cultura, formação e desenvolvimento profissional de professores que ensinam Matemática. São Paulo: Musa, 2005, p. 175-195.

NACARATO, Adair Mendes; GRANDO, Regina Célia, ELOY, Thiago Augusto. Processos formativos: compartilhando aprendizagens em Geometria com diferentes mídias. In: FIORENTINI, Dario; GRANDO, Regina Célia; MISKULIN, Rosana Giaretta Sguerra. (Org.). Práticas de formação e de pesquisa de professores que ensinam Matemática. Campinas: Mercado de Letras, 2009, p. 189-210.

PONTE, João Pedro da. Gestão curricular em Matemática. In: In: SEMINÁRIO DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, XVI, Setúbal. Actas do XVI SIEM: O professor e o desenvolvimento curricular. Lisboa: APM, 2005, p. 11-34.

REITANO, Paul. The value of video stimulated recall in reflective teaching practices. In: SOCIAL SCIENCE METHODOLOGY CONFERENCE, 2006, New South Wales. Proceedings SSMC. Victoria: ACSPRI, 2006, p. 1-12.

SARAIVA, Manoel. Para uma nova relação entre professores e investigadores: o modelo de Steinbring. In: SEMINÁRIO DE INVESTIGAÇÃO EM EDUCAÇÃO MATEMÁTICA, V, 1995, Lisboa. Actas do V SIEM. Lisboa: APM, 1995, p. 249-254.

SARAIVA, Manuel; PONTE, João Pedro da. O trabalho colaborativo e o desenvolvimento profissional do professor de Matemática. Quadrante, Lisboa, v. 12, n. 2, p. 25-52, jul./dez. 2003.

SILVER, Edward A; GHOUSSEINI, Hala; CHARALAMBOUS, Charalambos Y.; MILLS, Valerie. Exploring the curriculum implementation plateau: na instructional perspective. In: REMILLARD, Janine T.; HERBEL-EISENMANN, Beth A.; LLOYD, Gwendolyn Monica. (Ed.). Mathematics teachers at work: connecting curriculum materials and classroom instruction. New York: Taylor & Francis, 2009, p. 245-265.

STEIN, Mary Kay; HENNINGSEN, Marjorie A.; SMITH, Margaret Schwan; SILVER, Edward A. Implementing standards-based Mathematics instruction: a casebook for professional development. Nova York: Teachers College Press, 2009.

STEIN, Mary Kay; SMITH, Margaret Schwan. Tarefas matemáticas como quadro para a reflexão: da investigação à prática. Educação e Matemática, Lisboa, n. 105, p. 22-28, nov./dez, 2009.

WENGER, Etienne. Comunities of pratices learning, meaning, and indentity. Cambridge: Cambridge University Press, 1998.

Publicado
2019-01-01
Seção
Artigos