O ingresso no ensino superior por meio de projetos populares alternativos na região metropolitana da Grande Vitória – ES

  • Silvanio de Cássio Silva UFU
  • Rafael Martins Mendes
  • Golder Moraes da Silva Campos
  • Maria Ioneide Santana
Palavras-chave: Estudantes, Pré-enem, Cursinhos Populares

Resumo

A busca pelo acesso ao ensino superior é uma realidade almejada por estudantes tanto das redes públicas quanto privadas no Brasil, principalmente para aqueles que são oriundos das classes populares. Nesta pesquisa, buscamos apresentar, mediante a investigação de três (3) cursinhos pré-enem populares da região metropolitana da Grande Vitória-ES, o perfil dos estudantes com relação à sua origem, desejos de cursar, motivos da escolha, locais de moradia, acesso à tecnologia e sonhos. O estudo apresentou um viés quali-quantitativo e contou com um trabalho de campo realizado por meio da aplicação de formulários para 27 estudantes subdivididos entre os três cursinhos. Observamos que prevalecem estudantes que vieram das escolas públicas; que almejam, na sua maioria, uma vaga em cursos das áreas da saúde e engenharias; suas escolhas partem de realizações pessoais e exigências do mercado de trabalho; parte considerável dos estudantes residem na região metropolitana de Vitória; possuem acesso à internet, principalmente, pelo uso de smartphones e a formação universitária possibilitaria a realização de sonhos diversos. Assim sendo, a organização desses cursinhos populares reafirma a importância de suas contribuições para a formação estudantil e consequente realização de concursos, o que possibilita a entrada no meio universitário.

Referências

DALRI, V, R; MENEGHEL, S, M. CAMINHOS PERCORRIDOS PELO ENSINO MÉDIO. Artigo, Paraná, 2019, PUC-PR.

FREIRE, Paulo (1997). Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra.

GADOTTI, M. A questão da educação formal/não-formal. Artigo, São Paulo, 2005.

Gaspar, Alberto. A EDUCAÇÃO FORMAL E A EDUCAÇÃO INFORMAL EM CIÊNCIAS. Artigo, São Paulo, 2010.(1)

GOHN, Maria da Gloria. Educação não formal e o educador social: atuação no desenvolvimento de projetos sociais, Maria da Glória Gohn. - São Paulo: Cortez, 2010. - (coleções questões da nossa época) v. 1.(2)


GOULART, Oroslinda Maria Taranto. O Desafio da Universalização do Ensino Médio. Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira. Brasília: 2006.

G1 Disponível em: < http://g1.globo.com/tecnologia/noticia/2016/04/internet-chega-pela-1-vez-mais-de-50-das- casas-no-brasil-mostra-ibge.html>. Acesso em 25 Nov. 2016.

JOSÉ, C. B, Carvalho. OS CURSOS PRÉ-VESTIBULARES COMUNITÁRIOS E SEUS CONDICIONANTES PEDAGÓGICOS. Artigo, Rio de Janeiro, 2006.

KATO,D.S “O papel dos cursinhos populares nos acessos e mudanças de perspectivas de seus participantes”. Cadernos CIMEAC, Ribeirão Preto, n. 01, 2011. ISSN 2178-9770 p. 5-24.

KUENZER, Acácia. Ensino Médio e Profissional: as políticas do Estado Neoliberal. São Paulo: Cortez, 1997.

LORENA, R. B.; BARROS, E. M. L.; RESENDE, F. Q. de; PEREIRA, G. L.; KRAUSE, C. Caracterização de assentamentos precários por meio de zonas espaciais de interesse social na região metropolitana da Grande Vitoria, Espirito Santo. In: MORAIS, M. da P.; KRAUSE, C.; NETO, V. C. L. Caracterização e tipologia de assentamentos precários - estudos de caso brasileiros. Brasília: IPEA, 2016. Disponível em: .

MALHOTRA, N. Pesquisa de marketing: uma orientação aplicada. 4. ed. Porto Alegre, Bookman, 2012

MASSARANI, L. Admirável Mundo Novo. A ciência, os cientistas e a dupla hélice sob o olhar de estudantes. Dep. de Bioquímica Medica do Instituto de Ciências Biomédicas da UFRJ, RJ, 2001.

MIZUKAMI, M. G. Métodos e técnicas de ensino-aprendizagem. São Paulo: EPU, 1991.


OLIVEIRA, F. S. Uma universidade de pesquisa frente à formação de professores. Rio de Janeiro, 2004. Dissert. (mestr.) PUC-Rio.

PASCHOARELLI,L,C;MEDOLA,F,O;BONFIM,G,H,C. Características qualitativas,quantitativas, qualiquinatitativas de abordagem científica:estudos de caso na subárea do desing ergonômico.Revista de desing,tecnologia e sociedade,Brasília-DF,v.1,n2,p1-14, jan.2015.

PENHA, Smarzaro Siqueira da, Maria A cidade de Vitória e o porto nos princípios modernos da urbanização no início do século XX Cadernos Metrópole, vol. 12, núm. 24, julio-diciembre, 2010, pp. 565-584 Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
São Paulo, Brasil.

SANTOS, Milton. Espaço e método. São Paulo: Nobel, 1997a.

______. A natureza do espaço. São Paulo: HUCITEC, 1997b.

SILVA, Silvanio de Cássio da. Estudos sobre a ocupação das vertentes e os impactos ambientais nos bairros Nova Ituiutaba I,II,III E IV – Município de Ituiutaba/MG. 2017. 90 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) – Universidade Federal de Uberlândia, Ituiutaba, 2017.

Souza, Rafael Rodrigues de Análise da influência da concessão de bolsa de estudos na produtividade acadêmica dos estudantes de administração ao nível pós-graduação stricto sensu no Brasil. Dissertação (mestrado) - Universidade Federal de Santa Catarina, Centro Sócio-Econômico, Programa de Pós-Graduação em Administração, Florianópolis, 2014. tps://repositorio.ufsc.br/xmlui/handle/123456789/135766

SCHIESSL, C. S.; SARRIERA, J. C. Refletindo a questão do ingresso ao ensino superior: dificuldades e expectativas dos jovens de ensino médio. In: SARRIERA, J. C.; ROCHA, K. B.; PIZZINATO, A. (Orgs.). Desafios do mundo do trabalho: orientação, inserção e mudanças. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2004.

TAVARES, T.A. O ENSINO SUPERIOR COMO PROJETO PROFISSIONAL PARA “SER ALGUÉM”. Santa Catarina, 2006, Dissert. (pós.) UFSC.

WANDERLEY, M. B. Refletindo sobre a noção de exclusão. In: SAWAIA, B. B. (Org.). As artimanhas da exclusão: análise psicossocial e ética da desigualdade social. 4. ed. Petrópolis: Vozes, 2002.
Publicado
2021-07-12