A Base Nacional Comum Curricular (BNCC) de Língua Portuguesa e a criticidade na práxis pedagógica: do(s) Letramento(s) Críticos aos Multiletramentos

  • Michelle Campêlo Costa Universidade de Brasília
  • Helenice Joviano Roque de Faria Universidade de Brasília
  • Rosana Helena Nunes Universidade de Brasília
  • Kleber Aparecido da Silva
Palavras-chave: Letramentos Críticos, Multiletramentos, Formação, BNCC

Resumo

Este trabalho objetiva evidenciar o construto letramentos ao longo das últimas décadas e tem como ponto de partida os letramentos críticos em Freire (1987, 1989, 1992, 1997) e outros estudiosos como Buzato (2008), Kalantzis e Cope (1994 e 2000), Kalantzis, Cope e Pinheiro (2020), Kleiman (2003, 2008 e 2016), Rojo (2009, 2012 e 2013), Rojo e Barbosa (2015), Soares (2004, 2009 e 2010), Street (2014) que ressaltam a necessidade de repensar/debater a Pedagogia dos Multiletramentos. Nossa perspectiva é produzir uma reflexão crítica a partir da Base Nacional Comum Curricular (BNCC), especificamente, na área Linguagens Códigos e suas Tecnologias (Língua Portuguesa), a fim de apontar a importância da práxis crítica em tempos da COVID-19. Por meio de pesquisa qualitativa de cunho interpretativista, apresentamos um exercício analítico, recortes da BNCC, empreendendo a tese de que os estudos linguísticos contribuem para a práxis crítico-reflexiva e possíveis (trans)formações no fazer pedagógico.

Biografia do Autor

Michelle Campêlo Costa , Universidade de Brasília

Michelle Campêlo Costa é docente na Secretaria de Estado de Educação do Distrito Federal (SEEDF), Brasília, DF. Formada no Magistério, licenciada em Letras Português/Inglês pelo Centro Universitário de Brasília (UniCeub); e em Pedagogia pelo Instituto de Educação e Ensino Superior (IESA). Obteve seu título de Especialista em Letramentos e Práticas Interdisciplinares nos Anos Finais - Mediadores de Leitura pela Universidade de Brasília (UnB); em Gestão e Orientação Educacional pela Faculdade de Tecnologia Equipe Darwin (FTED); e em Psicopedagogia Institucional pela Universidade Castelo Branco do Rio de Janeiro (UCB). É Mestranda em Linguística na Universidade de Brasília (UnB). Sua experiência profissional abrange a Educação Infantil, o Ensino Fundamental Anos Iniciais e Finais, o Ensino Médio e a Formação Continuada de professores/as e gestores/as da SEEDF, desde o ano 2000. Foi Coordenadora Pedagógica no Ensino Fundamental Anos Iniciais e Anos Finais e Gestora Escolar na SEEDF. Foi Professora-Formadora na Subsecretaria de Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação (EAPE/SEEDF) atuando na formação continuada de professores/as e gestores/as escolares nas áreas de Educação Crítica, Gestão Escolar, Políticas Públicas, Organização do Trabalho Pedagógico, Conselhos Escolares e Linguagens. Foi Coordenadora em Escola do Campo de Educação Integral 100% em Tempo Integral (PROEITI). Áreas de interesse: Formação Continuada. Educação Crítica. Gestão Escolar Democrática. Organização do Trabalho Pedagógico. Currículo. Avaliação para as Aprendizagens. Linguística Aplicada Crítica. (Multi)Letramentos.

Helenice Joviano Roque de Faria , Universidade de Brasília

Helenice Joviano Roque de Faria é Doutora em Linguística pela Universidade de Brasília - UnB. Mestre em Linguística pela Universidade do Estado de Mato Grosso - UNEMAT-Cáceres/MT. Especialista em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica de Minas Gerais(PUC/Minas). Graduada em Letras pela Universidade do Vale do Rio Doce em Língua Portuguesa/Inglesa (1998) e Universidade do Federal de Mato Grosso - Língua Espanhola (2011). Tem como foco de pesquisa as Políticas de Formação Docente em âmbito Inicial e Contínua (Língua Portuguesa), Formação e Letramento Racial, Literatura Racial e Leituras Semióticas. É membro do Grupo de “Estudos Críticos e Avançados em Linguagem” - GECAL CNPq/UnB. Administradora do canal educativo no You Tube palavrasEMmovimento.

Rosana Helena Nunes, Universidade de Brasília

Rosana Helena Nunes é docente da Faculdade de Tecnologia do Estado de São Paulo (FATEC/SP), na área da linguagem. Licenciatura em Letras, português/inglês (Instituição de Ensino Ciências e Letras). Especialização em Lato Sensu na Universidade Sorocaba (UNISO). Mestrado em Linguística Aplicada e Estudos de Linguagem pela Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP. Doutorado em Língua Portuguesa pela Pontifícia Universidade Católica (PUC/SP). Pós-doutorado em Educação pela Universidade de Campinas (UNICAMP/SP). É pós-doutoranda, na Universidade de Brasília (UnB), no Programa de Linguística, sob a supervisão do Prof. Kleber Silva. Foi docente do Ensino Fundamental II e Ensino Médio, em Língua Portuguesa, nas redes estadual e municipal de ensino. Professora formadora, na área de Códigos, Linguagens e suas Tecnologias, no Centro de Referência em Educação da Prefeitura de Sorocaba, 2010 a 2017. Docente do Curso de Letras, Licenciatura curta, 2002 a 2012, nas disciplinas de Linguística I, Linguística II, Sociolinguística e Psicolinguística. Docente do Curso de Pós-graduação na Universidade de Sorocaba (UNISO), em 2003 e, na Faculdade Unianchieta em Jundiaí, em 2019. Áreas de interesse: Linguística Aplicada Crítica, Educação linguística, Políticas linguísticas, Ensino de Língua Portuguesa como língua materna, Multimodalidade da Linguagem, etc.

Referências

BRASIL. Base Nacional Comum Curricular – Ensino Médio. Brasília/DF. Ministério de Educação e Cultura. 2017. Disponível:http://portal.mec.gov.br/docman/abril-2018-pdf/85121-bncc-ensino-medio/file. Acesso em: 12.ago.2021.
BUZATO, Marcelo El Khouri. Inclusão digital como invenção do quotidiano: um estudo de caso, Revista Brasileira de Educação v. 13 n. 38 maio/ago. 2008.
CAZDEN, Courtney; COPE, Bill; FAIRCLOUGH, Norman; GEE, Jim; et al. A pedagogy of multiliteracies: Designing social futures. Harvard Educational Review; Spring 1996; 66, 1; Research Library pg. 60
COPE, Bill; KALANTZIS, Mary. Multiliteracies: literacy learning and the design of social futures. Londres: Routledge, 2000.
FERRAZ, Daniel de Mello. Parte IV - Questões de Letramento Visual: as imagens e as aulas de inglês. In: TAKAI, Nara Hiroko (Org.). Letramentos em terra de Paulo Freire. 3 ed. Campinas, SP: Pontes Editores, 2017.
FREIRE, Paulo. Pedagogia do oprimido. 5 ed. Rio de Janeiro, Paz e Terra, 1978.
FREIRE, Paulo. A importância do ato de ler: em três artigos que se completam. 23. ed. São Paulo: Autores associados: Cortez, 1989.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da esperança: um reencontro com a Pedagogia do Oprimido. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.
FREIRE, Paulo. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1997.
KLEIMAN, Ângela B (Org.). Os significados do letramento: uma perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2003.
KLEIMAN, Ângela. Significados e ressignificados do letramento: desdobramentos de uma perspectiva sociocultural sobre a escrita. Campinas, SP: Mercado das Letras, 2016.
KLEIMAN, Ângela. Modelos de letramento e as práticas de alfabetização na escola. In: KLEIMAN, Angela. (Org.). Os significados do letramento: uma nova perspectiva sobre a prática social da escrita. Campinas: Mercado das Letras, 2008. 294 p.
KALANTZIS, Mary.; COPE, Bill.; PINHEIRO, Petrilson. Letramentos. Tradução de Petrilson Pinheiro. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2020.
ROJO, Roxane. Escol@ conectada: os multiletramentos e as TICS. São Paulo: Parábola, 2013.
ROJO, Roxane; BARBOSA, Jaqueline. Hipermodernidade, multiletramentos e gêneros discursivos. São Paulo: Parábola Editorial, 2015.
ROJO, Roxane. Letramentos múltiplos, escola e inclusão social. São Paulo: Parábola Editorial, 2009. 128 p.
ROJO, Roxane. Multiletramentos na escola. Roxane Rojo, Eduardo Moura [orgs.]. São Paulo: Parábola Editorial, 2012. 264 p.
ROQUE FARIA, Helenice Joviano; SILVA, Kleber Aparecido; NUNES, Rosana Helena. Por um ensino de Língua Portuguesa Racializado. In: ROQUE-FARIA; SILVA (Org.). Educação e Inclusão. São Paulo: Mercados de Letras, 2020.
SOARES, Magda. Letramento e Escolarização. In: RIBEIRO, Vera Masagão (Org.). Letramento no Brasil. São Paulo: Global, 2004.
SOARES, Magda. Letramento: um tema em três gêneros. 3 ed. Belo Horizonte: Autêntica, 2009.
SOARES, Magda. Alfabetização e letramento. 6 ed. São Paulo: Contexto, 2011.
TFOUNI, Leda Verdiani. Letramento e Alfabetização. 9 ed. São Paulo: Cortez, 2010. .
STREET, Brian V. Letramentos Sociais: abordagens críticas do letramento no desenvolvimento, na etnografia e na educação. Trad. Marcos Bagno. São Paulo: Parábola, 2014.
TAKAI, Nara Hiroko (Org.). Letramentos em terra de Paulo Freire. 3 ed. Campinas, SP: Pontes Editores, 2017.
Publicado
2021-12-29