O “Programa do Galinho” na Rádio Educadora do Maranhão

o desafio imposto pela migração da faixa AM para FM à radiofonia com viés na tradição rurbana

Palavras-chave: Oralidade, Memória., Radiodifusão, Rádio Educadora AM, Programa do Galinho

Resumo

A intenção deste artigo é refletir sobre a resistência das práticas comunitárias, com forte presença da oralidade primária e secundária (ONG, 1998; ZUMTHOR, 1993), no âmbito das relações entre pessoas dos meios rural e urbano em contato com a radiodifusão. O corpus é o “Programa do Galinho” da Rádio Educadora AM de São Luís do Maranhão. Trata-se de um produto radiofônico com mais de cinco décadas que vive o desafio de uma possível migração da emissora para a faixa FM. Agencia-se ainda o conceito de memória e a percepção sobre os ofícios tradicionais na atualidade. A performance vocal do apresentador Carlos Henrique, o Galinho, falecido em 2021, vítima da Covid-19, é analisada de maneira a ressaltar seu protagonismo junto ao ouvinte/anunciante de avisos e de mensagens publicitárias do comércio popular de feiras e mercados, atitude que, juntamente com as notícias sobre festividades no interior, compõe um repertório que resiste ao tempo.

Biografia do Autor

José Ferreira Junior, Universidade Federal do Maranhão

Mestre e Doutor em Comunicação e Semiótica pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP). Graduação em Comunicação Social, habilitação Jornalismo, pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). É professor Titular da Universidade Federal do Maranhão, atuando na graduação em Jornalismo, no Programa de Pós-Graduação em Cultura e Sociedade (PGCult). É docente permanente e coordenador do Programa do Pós-Graduação em Comunicação (Mestrado Profissional), da Universidade Federal do Maranhão, campus São Luís.

Gutemberg de Sousa Feitosa, UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO

Mestrando em Comunicação Profissional pela Universidade Federal do Maranhão (UFMA). Graduado em Teologia pelo Instituto de Estudos Superiores do Maranhão - Iesma (2008); e Comunicação Social - Jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão - UFMA (2014).

Ramon Bezerra Costa, UNIVERSIDADE FEDERAL DO MARANHÃO

Mestre e Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em Comunicação da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (PPGCOM/UERJ). Professor do Departamento de Comunicação Social e do Programa do Pós-Graduação em Comunicação (Mestrado Profissional) da Universidade Federal do Maranhão (UFMA).

Referências

CEBRIAN HERREROS, Mariano. O rádio no contexto da comunicação multiplataforma. Revista Rádio-Leituras, Mariana,MG, ano 2, v. 2, n. 2, p.69-105, jun./dez. 2011. Disponível em: https://periodicos.ufop.br/radio-leituras/article/view/378. Acesso em: 19 fev. 2020.

CHARTIER, Roger. A história e a leitura do tempo. Tradução de Cristina Antunes. Belo Horizonte: Autêntica Editora, 2009.

DARIVA, Noemi. Comunicação social na Igreja: documentos fundamentais. São Paulo: Paulinas. 2003.

FERREIRA, Jerusa Pires. Os ofícios tradicionais: cultura é memória. Revista USP, São Paulo, n. 29, p.102-106, mar./maio 1996. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/25645/27383. Acesso em: 19 fev. 2020.


FREYRE, Gilberto. Rurbanização: que é? Recife: Editora Fundação Joaquim Nabuco, 1982.

JACKS, Nilda; TOALDO, Marialgela Machado; LIMA, Danillo dos Santos. Rurbanidade no “Brasil profundo”. Análise de similitude em entrevista com jovens gaúchos. Animus, Santa Maria, RS, v. 19, n. 41, p.137-156, 2020. Disponível em: https://periodicos.ufsm.br/animus/article/view/63379/pdf. Acesso em: 23 set. 2021

LE GOFF, Jacques. Por amor às cidades. Tradução de Reginaldo Carmello Corrêa de Moraes. São Paulo: Fundação Editora da UNESP, 1988.

NERI, Marcelo (coord.). Mapa da inclusão digital. Rio de Janeiro: FGV, CPS, 2012. Disponível em: https://bibliotecadigital.fgv.br/dspace/bitstream/handle/10438/20738/Sumario-Executivo-Mapa-da-Inclusao-Digital.pdf. Acesso em: 19 fev. 2020.

ONG, Walter. Oralidade e cultura escrita: a tecnologia da palavra. Tradução de Enid Abreu Dobránszky. Campinas, SP: Papirus, 1998.

ORTIZ, Miguel Ángel; MARCHAMALO, Jesús. Técnicas de comunicação pelo rádio. São Paulo: Edições Loyola. 2005.

RÁDIO EDUCADORA 560. Programa do galinho. 2020a. Disponível em: https://onedrive.live.com/?authkey=%21ADneRPFDIVTXrz4&cid=1A3E4ACF196E4C11&id=1A3E4ACF196E4C11%212235&parId=1A3E4ACF196E4C11%21634&o=OneUp. Acesso em: 19 fev. 2020.

RÁDIO EDUCADORA 560. História. 2020b. Disponível em: http://www.educadora560.com.br/historia/. Acesso em 19 fev. 2020.

RICOEUR, Paul. A memória, a história, o esquecimento. Tradução de Alain François. Campinas, SP: Editora da Unicamp, 2007.

TINHORÃO, José Ramos. As festas no Brasil colonial. São Paulo: Editora 34, 2000.

ZUMTHOR, Paul. A letra e a voz. Tradução de Amálio Pinheiro e Jerusa Pires Ferreira. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.
Publicado
2022-01-14
Seção
Artigos