UMA TEORIA DA LISTA OBJETIVA ACERCA DO BEM-ESTAR E A OBJEÇÃO DO REQUERIMENTO DE FORTE LIGAÇÃO

  • Bruno Aislâ Gonçalves dos Santos Unversidade Federal de Santa Catarina

Resumo

Neste artigo pretende-se apresentar uma teoria da lista objetiva que seja inumeà acusação de
que teorias da lista objetiva acerca do bem-estar não cumprem com o chamado “requerimento
de forte ligação”. O requerimento de forte ligação estabelece que para que uma teoria do
bem-estar seja bem sucedida, o bem-estar individual tem deestar fortemente ligado à vida do
indivíduo, causando certa mudança na vida do próprio indivíduo. Primeiro, exponho como é
possível estabelecer um diferença entre elementos subjetivos e objetivos em uma lista. Depois,
estabeleço um método para escolher os itens que devem compor a lista do bem-estar. Explico
como tais elementos afetam diretamente os indivíduos. Por fim, exponho o requerimento de
forte ligação explicando porque ele impõe um problema para os defensores da teoria da lista
objetiva e defendo que minha posição cumpre com tal requerimento
Publicado
2017-05-02