Deduções, proposições e termos: uma breve gramática da ciência em Aristóteles

  • Tomás Troster

Resumo

Pretendendo contribuir para a compreensão do(s) objeto(s) de estudo dos Analíticos, este artigo faz uma análise de suas partes mais elementares, mostrando que, para Aristóteles, uma demonstração científica nada mais é que uma atribuição mediata de um termo a outro. Avaliando os elementos que caracterizam formalmente a concepção aristotélica de ciência, empreendo, em quatro etapas, uma investigação sobre: i. o caráter dedutivo das demonstrações; ii. a composição das deduções por proposições; iii. a composição das proposições por termos; e iv. as relações entre termos estabelecidas pelas demonstrações. Com tal exame, pretendo esclarecer algumas condições lógicas que são fundamentais tanto para as deduções formais como para as demonstrações científicas.

Publicado
2020-11-25
Seção
Artigos