Dramaturgias da ausência: O teatro ciborgue e a questão da telecopresença

  • Rodolfo García Vázquez Grupo Os Sátiros
  • Aline de Oliveira UFOP
Palavras-chave: Encenação, teatro virtual, grupo Satyros, tecnologias da cena, teatro na pandemia.

Resumo

O presente texto pretende apresentar em linhas gerais o debate sobre as denominadas Dramaturgias em Ausência, abarcando questões do teatro ciborgue e a telecopresença, tendo como foco a trajetória do Grupo Satyros, em suas produções relacionadas às questões geradas pela produção de novas formas de encenação e dramaturgias produzidas em ambientes virtuais, no ano de 2020, motivadas pela pandemia de COVID-19. Retrata parte da mesa redonda promovida pelo VII Seminário de Pesquisa do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal de Ouro Preto, realizado em 2020.

Biografia do Autor

Rodolfo García Vázquez, Grupo Os Sátiros

Grupo Os Sátiros

Referências

http://satyros.com.br/2020/06/13/teatro-digital-arte-de-encarar-o-medo-discute-vida-ciborgue-e-distopia-na-pandemia/
Publicado
2021-05-31
Seção
Dossiê Arte Indigente - Mesas