Carta de 30 de julho de 2020 à Neide Bortolini, Idealizadora do grupo Mambembe - Música e Teatro Itinerante

Palavras-chave: Mambembe, teatro de rua

Resumo

Nesta carta-homenagem para a professora Neide das Graças de Souza Bortolini, idealizadora do Grupo Mambembe-Música e Teatro Itinerante que também é uma carta-manifesto-Mambembe contra o desmonte da Educação Pública, compartilharemos as andanças estéticas, poéticas e políticas deste projeto de extensão da Universidade Federal de Ouro Preto, com ênfase em duas montagens: O Cavaleiro Inexistente (2011) e Ensaios para Sedição (2019). 

Biografia do Autor

Ana Carolina de Abreu, UESB

Ana Carolina Fialho de Abreu é professora no curso de Licenciatura em Teatro da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB). Doutora em Artes Cênicas pela Universidade Federal da Bahia (UFBA) com cotutela em Antropologia pela Universidad Nacional Mayor de San Marcos (UNMSM), Peru.

Letícia Pavão Schinelo, UFOP

Letícia Pavão Schinelo é licencianda em Artes Cênicas pela Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP).

Referências

ADICHIE, Chimamanda Ngozi. O perigo de uma história única. São Paulo: Companhia das Letras, 2019.

ALCÂNTARA, Clarissa de Carvalho. Prefácio para Recriações: A Trajetória do Mambembe- Música e Teatro Itinerante, de BORTOLINI, Neide das Graças de Souza. Ouro Preto: Ed. UFOP, 2009.


BORTOLINI, Neide das Graças de Souza. Uma história Mambembe. In:______. Recriações: A Trajetória do Mambembe- Música e Teatro Itinerante. Ouro Preto: Ed. UFOP, 2009, p. 53-73.

BORTOLINI, Neide das Graças de Souza. Teatro de rua e transformações socioeducacionais. In:______. Cadernos cênico-musicais: Mambembe. Ouro Preto: Ed. EDUFOP, 2010, p. 77-82.

FERNANDES, Simone Monteiro Silvestre. Reflexões para ações educativas em conjuntos urbanos tombados: Ouro Preto. Dissertação (Mestrado em Preservação do Patrimônio Cultural) - Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional. Rio de Janeiro, 2014.

FOUCAULT, Michel. A escrita de si. In: ______. O que é um autor. Lisboa: Vega, 1992, p. 129-160.

MOREIRA, Eric. Música cênica: uma análise do processo de composição da trilha sonora em “O Cavaleiro Inexistente”. In: BORTOLINI, Neide das Graças de Souza; GROSSI, Adriane. Cadernos musicais: Mambembe, 2013, 89-112.

PRUDÊNCIO, Moacir. Sobre as folhas: o processo criativo de “O Barão nas Árvores”. In: BORTOLINI, Neide das Graças de Souza. Recriações: A Trajetória do Mambembe- Música e Teatro Itinerante. Ouro Preto: Ed. UFOP, 2009, p. 251-255.

STARLING, Heloísa M. Ser Republicano no Brasil Colônia. São Paulo: Companhia das Letras, 2018.

TEBET, Mariana Guarnieri de Campos. Textura da palavra: um olhar sobre o processo de criação de “A cidade das estórias”. In: BORTOLINI, Neide das Graças de Souza. Recriações: A Trajetória do Mambembe- Música e Teatro Itinerante. Ouro Preto: Ed. UFOP, 2009, p. 147-153.

VASCONCELLOS, Eliane. Intimidade das correspondências. In: TERESA Revista de Literatura Brasileira/Área de Literatura Brasileira, Departamento de Letras Clássicas e Vernáculas, Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, n. 8/9, 2008, p. 372-389.
Publicado
2021-10-31
Seção
Carta-homenagem