Preconceitos estruturais contra as formas populares de cultura, as comédias populares e os teatros de rua

Palavras-chave: Teatro de rua, cultura popular, teatro de revista

Resumo

O texto em processo de contracorrente às apologéticas de obras que contemplam fundamentalmente as manifestações afeitas às classes dominantes, busca apresentar um conjunto de reflexões, por meio de argumentos pessoais e históricos, de outros “ilustres” sujeitos acerca dos inumeráveis e estruturais preconceitos quanto às formas populares de cultura na sociedade e nas universidades brasileiras.



Biografia do Autor

Alexandre Mate, UNESP

Alexandre Mate é nascido no bairro operário de Vila Anastácio (SP). Filho de mãe operária. Estudante de escola pública (à exceção da graduação). Doutor em História Social e Mestre em Teatro (ambas pela USP); Professor aposentado da graduação do Instituto de Artes da Unesp, mas inserido na pós-graduação da mesma instituição. Atua como pesquisador nas mais diversas áreas ligadas à linguagem teatral.

Referências

ANDRADE, Carlos Drummond. Carlos Drummond de Andrade – Poesia Completa e Prosa. Rio de Janeiro: Companhia José Aguilar Editora, 1973.

ABREU, Luís Alberto de. NICOLETE, Adélia (org.). Luís Alberto de Abreu: um Teatro de Pesquisa. São Paulo: Perspectiva, 2011.

ABREU, Luís Alberto. Comédia Popular Brasileira. São Paulo: Direitos Siemens Ltda, 1997.

AMARAL, Maria Adelaide do. Dercy: de Cabo a Rabo. São Paulo: Global, 1994.

ARAÚJO, Alexandre Falcão de. Teatro de Rua e Universidade: Imbricamentos entre o Popular e o Político no Ensino Superior Público de Teatro no Brasil. Tese (de doutorado) apresentada no Instituto de Artes da Universidade Estadual Paulista “Júlio de Mesquita Filho”. São Paulo, 2021. Disponível em: https://repositorio.unesp.br/handle/11449/204106 . Acesso em 09.05.2021.

ARÊAS, Vilma. Iniciação à Comédia. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1990.

ARRABAL, José e LIMA, Mariângela Alves. O Nacional e o Popular na Cultura Brasileira. São Paulo: Brasiliense, 1983.

ASSIS, Machado. Os Melhores Contos. São Paulo: Global, 1986.

BAKHTIN, Mikhail. Marxismo e Filosofia da Linguagem. Problemas Fundamentais do Método Sociológico na Ciência da Linguagem. São Paulo: Editora Hucitec, 1992.

BAKHTIN, Mikhail. A Cultura Popular na Idade Média e no Renascimento: o Contexto de François Rabelais. São Paulo: Editora Hucitec; Brasília: Edunb, 1993.

BAUMAN, Zygmunt. A Sociedade Individualizada – Vidas Contadas e Histórias Vividas. Rio de Janeiro: Zahar, 2008.

BENJAMIN, Walter. Walter Benjamin. São Paulo: Ática, 1985. (Coleção Grandes Cientistas Sociais)

BENTLEY, Eric. A Experiência Viva do Teatro. Rio de Janeiro: Zahar Editores, 1981.

BERGSON, Henri. O Riso – Ensaio Sobre a Significação da Comicidade. São Paulo: Martins Fontes, 2007.

BORBA Filho, Hermilo. História do Espetáculo. Rio de Janeiro: Edições O Cruzeiro, s/d.

BRAGA, Claudia. Em Busca da Brasilidade: Teatro Brasileiro na Primeira República. São Paulo: Perspectiva; Belo Horizonte/MG: Fapemig; Brasília/DF: CNPq., 2003.

BRISA, Edu. A Dramaturgia do Teatro-baile. São Paulo: Expressão & Arte Editora, 2019.

BRECHT, Bertolt. Bertolt Brecht. Poemas 1913-1956. São Paulo: Ed. 34, 2000.

CADERNO de Apontamentos. Projeto Coletivo do Grupo Teatral Parlendas. São Paulo: Grupo Teatral Parlendas; Programa Municipal de Fomento ao Teatro para a Cidade de São Paulo, 2014. (Projeto Cidade Em[traves] ou Estad(i)o de Sítio. 2 vol.)

CAFEZEIRO, Gadelha. História do Teatro Brasileiro: de Anchieta a Nelson Rodrigues. Rio de Janeiro: Editora de UFRJ; Funarte, 1996.

CAMARGO, Robson Corrêa de. O Teatro de Feira e Sua Poética. Rebento: Revista de Artes do Espetáculo, 3. São Paulo: Instituto de Artes da Unesp, março de 2012.

CANCLINI, Nestor García. Las Culturas Populares en el Capitalismo. México: Editorial Nueva Imagem, 1982.

CANDIDO, Antonio. Educação Pela Noite. São Paulo: Ática, 1987.

CARNEIRO, Ana e TELLES, Narciso (orgs.). Teatro de Rua: Olhares e Perspectivas. Rio de Janeiro: E-Papers Serviços Editoriais. 2005.

CARREIRA, André. Teatro de Rua (Brasil e Argentina nos Anos 1980): Uma Paixão no Asfalto. São Paulo: Aderaldo & Rothschild Editores, 2007.

CHAUI, Marilena. Conformismo e Resistência: Aspectos da Cultura Popular no Brasil. 3ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1989.

BAKHTIN, Mikhail. O Nacional e o Popular na Cultura Brasileira – Seminários. 2ª ed. São Paulo: Brasiliense, 1984.

COSTA, Iná Camargo. Dias Gomes: Um Dramaturgo Nacional-popular. São Paulo: Editora Unesp, 2017.

COSTA, Iná Camargo e CARVALHO, Dorberto. A Luta dos Grupos Teatrais de São Paulo por Políticas Públicas para a Cultura: Os Cinco Primeiros Anos da Lei de Fomento ao Teatro. São Paulo: Cooperativa Paulista de Teatro, 2008.

COSTA, Iná Camargo. A Hora do Teatro Épico no Brasil. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1996.

CRUCIANI, Fabrízio e FALLETTI, Clelia. Teatro de Rua. São Paulo: Editora Hucitec, 1999.

DARNTON, Robert. O Grande Massacre dos Gatos e Outros Episódios da História Cultural Francesa. Rio de Janeiro: Graal, 2010.

DESGRANGES, Flávio e LEPIQUE, Maysa (orgs.). Teatro e Vida Pública. São Paulo: Hucitec; Cooperativa Paulista de Teatro, 2012. (Coleção Teatro, nº 80)

DIAS, Luciana. Santo Dias: Quando o Passado se Transforma em História. São Paulo: Cortez, 2004.

DORIA, Gustavo. Moderno Teatro Brasileiro. Rio de Janeiro: MEC; SNT, 1975.

DUTRA, Sandro de Cássio. 1ª Mostra de Teatro de Rua Lino Rojas: Entrevistas e Imagens. Assis: edição do autor, 2010.

EAGLETON, Terry. A Idéia de Cultura. São Paulo: Editora da Unesp, 2005.

EAGLETON, Terry.Função da Crítica. São Paulo: Martins Fontes, 1991. (Coleção Ensino Superior)

ELIAS, Norbert. O Processo Civilizador I. Uma História dos Costumes. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 1994.

FARIA, João Roberto. O Teatro Realista no Brasil: 1855-1865. São Paulo: Edusp; Perspectiva, 1993.

FEIRA Brasileira de Opinião. São Paulo: Global, 1978.

FERRAZ, Leidson, DOURADO, Rodrigo e JÚNIOR, Wellington (orgs.). Memórias da Cena Pernambucana 01. Recife/PE: Ed. dos Autores, 2005.

FERRAZ, Leidson (org.). Memórias da Cena Pernambucana 02. Recife/PE: L. Ferraz, 2006.

FERRAZ, Leidson (org.). Memórias da Cena Pernambucana 03. Recife/PE: L. Ferraz, 2007.

FERRAZ, Leidson (org.). Memórias da Cena Pernambucana 04. Recife/PE: L. Ferraz, 2009.

FERREIRA, Procópio. Depoimentos I. Rio de Janeiro: SNT/ MEC/ FNA/ DAC, 1976.

FO, Dario. RAME, Franca (org.). Manual Mínimo do Ator. São Paulo: Senac São Paulo, 1999.

FRANCO, Maria Sylvia de Carvalho. Homens Livres na Ordem Escravocrata. 2ª ed. São Paulo: Ática, 1976.

GARCIA, Silvana: Teatro da Militância: A Intenção do Popular no Engajamento Político. São Paulo: Perspectiva; Editora da USP, 1990.

HALBWACHS, Maurice. A Memória Coletiva. São Paulo: Centauro, 2013.

HAUSER, Arnold. História Social da Literatura e das Artes (2 vols.). São Paulo: Mestre Jou, s/d.

HELLER, Agnes. Cotidiano e a História. São Paulo: Paz e Terra, 1992.

HODGART, Matthew. La Satira. Madrid: Ediciones Guadarrama, 1969.

HOLANDA, Sérgio Buarque de. Raízes do Brasil. São Paulo: Companhia das Letras, 1996. [a epígrafe citada no início deste texto encontra-se na página 46].

KHÉDE, Sonia Salomão. Censores de Pincenê e gravata. Rio de Janeiro: Codecri, 1981.

LAGO, Mario. Na Rolança do Tempo. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1976.

MARTINS, Carlos Estevam. A Questão da Cultura Popular. Rio de Janeiro: Tempo Brasileiro, 1963.

MATE, Alexandre Luiz. A Produção Teatral Paulistana dos Anos 1980 – R(ab)iscando com Faca o Chão da História: Tempo de Contar os (pré)Juízos em Percursos de Andança (2 vols.). Tese (de doutoramento) defendida no Departamento de História Social da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas/USP, 2008.

MESQUITA, Alfredo. Depoimentos II. Rio de Janeiro: SNT/ MEC/ FNA/ DAC, 1977.

MINOIS, Georges. História do Teatro e do Escárnio. São Paulo: Editora Unesp, 2003.

NAMUR, Virginia Maria de Souza Maisano. Dercy Gonçalves – o Corpo Torto do Teatro Brasileiro. Tese de Doutoramento defendida no Instituto de Artes da Universidade Estadual de Campinas/ SP, 2009.

OLIVEIRA, Jessé. Memória do Teatro de Rua em Porto Alegre. Porto Alegre/RS: Editora Ueba, 2010.

ORTIZ, Renato. Cultura Brasileira & Identidade Nacional. 5ª ed. São Paulo: Brasiliense, 2005.

PAIXÃO, Mucio da. Theatro no Brasil. Rio de Janeiro: s/e, s/d.

PEIXOTO, Fernando (org.). O Melhor Teatro do CPC da UNE. São Paulo: Global, 1999.

PIPER, Rudolf. Filmusical Brasileiro e Chanchada. São Paulo: Impressora Ipsis, s/d.

PRADO Júnior, Caio. Formação do Brasil Contemporâneo. São Paulo: Publifolha, sob licença da Brasiliense, 2000.

PRIMEIRA FEIRA PAULISTA DE OPINIÃO. São Paulo: Expressão Popular, 2016.

RIBEIRO, João Ubaldo. Viva o Povo Brasileiro. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1984.

SANTOS, Valmir. Riso em Cena: Dez Anos de Estrada dos Parlapatões. São Paulo: Estampa Editorial, 2002.

SEMINÁRIO Nacional de Dramaturgia para o Teatro de Rua. Caderno 1. São Paulo: Núcleo Pavanelli de Teatro de Rua e Circo, 2011.

SCHWARZ, Roberto. Que Horas São? São Paulo: Companhia das Letras, 1987.

SCHWARZ, Roberto. Ao Vencedor as Batatas. São Paulo: Duas Cidades, 1992.

SILVA, Agostinho da. A Comédia Latina. Rio de Janeiro: Editora Tecnoprint (Ediouro), s/d.

TEIXEIRA, Adailton Alves (org). Buraco d’Oráculo: 15 Anos de História – Para Muito Ser TÃO Ser, Muito Mais Cuzcuz. São Paulo: Grafnorte, 2013.

THOMPSON, Paul. A Voz do Passado: História Oral. Rio de Janeiro: Vozes, 1992.

TRINDADE, Jussara. A Contemporaneidade do Teatro de Rua: Potências Musicais da Cena no Espaço Urbano. Rio de Janeiro: Aldeia Casa Viva, 2014.

TRINDADE, Jussara e TURLE, Licko (orgs.). Tá Na Rua: Teatro sem Arquitetura, Dramaturgia sem Literatura, Ator sem Papel. Rio de Janeiro: Instituto Tá Na Rua para as Artes, Educação e Cidadania, 2008.

TRINDADE, Jussara e TURLE, Licko (orgs.). Teatro de Rua no Brasil: a Primeira Década do Terceiro Milênio. Rio de Janeiro: E-Papers, 2010.

URBINATTI, Tin. Peões em Cena: o Grupo de Teatro Forja. São Paulo: Editora Hucitec, 2011.

VIEIRA, César. Em Busca de um Teatro Popular. Rio de Janeiro: Funarte, 2007.

WILLIAMS, Raymond. Palavras-Chave: Um Vocabulário de Cultura e Sociedade. São Paulo: Boitempo, 2007.

WILLIAMS, Raymond. Cultura. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1992.

Publicado
2021-10-31