A aula-espetáculo como autobiografia cômica de Ariano Suassuna

Palavras-chave: Ariano suassuna, Comicidade

Resumo

Este artigo propõe discutir as chamadas “aulas-espetáculo” de Ariano Suassuna como objeto possível da pesquisa em Artes Cênicas. Estes eventos são compostos por exposições orais sobre Filosofia da Arte e Cultura Popular brasileira, ilustrados ou não por apresentações artísticas, tendo como preletor e criador o referido artista. A partir da pesquisa de três apresentações ocorridas entre 2011 e 2013 foi possível identificar a criação de um ambiente teatral evidenciado pela concepção de um personagem e adoção de discurso cômico baseado em histórias autobiográficas: Suassuna atua como um Professor-performer e traz para suas aulas características do teatro contemporâneo.

Biografia do Autor

Orleni Torres, Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro- UNIRIO

Orleni Cunha Torres é Mestrando do Programa de Pós-graduação em Artes Cênicas (PPGAC) da UNIRIO (2018), Bacharel em Produção Cultural pela UFF (2008), Licenciado em Pedagogia pelo CEDERJ/UNIRIO (2019), com especialização em Artes pela FIJ-RJ (2012).

Elza Maria Ferraz de Andrade, Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC) e do Mestrado Profissional em Artes Cênicas (PPGEAC) da UNIRIO

Elza Maria Ferraz de Andrade é Licenciada em Pedagogia pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (1976), Bacharel em Artes Cênicas (1992), Mestre (1996) e Doutora (2005) em Teatro pela UNIRIO. É professora da Escola de Teatro, do Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas (PPGAC) e do Mestrado Profissional em Artes Cênicas (PPGEAC) da UNIRIO.  

Referências

ABUJAMRA, Márcia. A alma, o olho, a voz: as autoperformances de Spalding Gray, São Paulo-SP, Doutorado em Programa de Pós Graduação em Artes Cênicas, USP, 2015.
ALBERTI, Verena. O riso e o risível. Rio de Janeiro: FGV, 1999.
BAKHTIN, Mikhail. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento: o contexto de François Rabelais. São Paulo: Hucitec, 1993.
BENJAMIN, Walter. O narrador, considerações sobre a obra de Nicolai Leskov. In: BENJAMIN, Walter. Magia e técnica, arte e política: ensaios sobre literatura e história da cultura. Obras escolhidas, v.1. 7 ed. [Trad. Sérgio Paulo Rouanet]. São Paulo: Brasiliense, 1994.
BUTLER, Judith. Relatar a si mesmo – Crítica da violência ética, São Paulo-SP, Autêntica editora, 2015.
CARLSON, Marvin. Performance: uma introdução crítica. Belo Horizonte-MG, Ed. UFMG, 1996.
CASCUDO, Luís da Câmara. Dicionário do Folclore Brasileiro. 9 ed. São Paulo: Global, 2000.
CUNHA, Newton. Dicionário SESC – A linguagem da cultura. São Paulo: Perspectiva, 2003.
HEDDON, Deirdre. Autobiography and Performance, Nova Iorque, Ed. Palgrave, 2008.
LEITE, Janaína. Autoescrituras performativas: do diário à cena, São Paulo-SP, Perspectiva, 2011.
MICHAELIS. Moderno dicionário da língua portuguesa. São Paulo. Melhoramentos, 1998. 2259 p.
NEWTON JÚNIOR, Carlos. O Circo da Onça Malhada – Iniciação à Obra de Ariano Suassuna. Recife: Artelivro, 2000.
SOLER, Marcelo. Teatro Documentário: a pedagogia da não-ficção. São Paulo: Hucitec, 2010.
SUASSUNA, Ariano. O Teatro, o Circo e Eu. Folha de S. Paulo, 23 out. 1977.
VICTOR, Adriana, LINS, Juliana. Ariano Suassuna: um perfil biográfico. Rio de Janeiro-RJ, Jorge Zahar Ed., 2007.
Publicado
2021-06-18
Seção
Dossiê Arte Indigente - Painéis