Arte urbana Queer como ato da resistência ativista

Palavras-chave: Arte Urbana Queer, Arte Engajada, Artivismo, Desobediência Cênica, Transgressão

Resumo

À luz da arte queer, reflito neste artigo sobre a relação do espaço externo e interno metaforizando-os como público e privado. Considerar-se-á as possibilidades de trânsito e a potência de difusão desta arte como dispositivo de resistência que faz da rua um laboratório de experimentos entendendo sua função social ao ressignificar a (des)ocupação da cidade, que Augé (2004) trata como não-lugares e Foucault (1972) elabora como contra-lugares.

Biografia do Autor

Frederico Alves Caiafa, ULisboa

Frederico Caiafa é Doutorando em Estudos Artísticos - Arte e Mediação pela Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa. Mestre em Artes Cênicas pelo PPGAC/IFAC/UFOP. Licenciado em Língua Inglesa e Portuguesa e suas respectivas Literaturas pelo UNIBH. E-mail: fredericocaiafa@fcsh.unl.pt .

Referências

AGAMBEN, Giorgio. O que é o Contemporâneo? e outros ensaios. Tradução de Vinicius Nicastro Honescko. Chapecó: Argos, 2009.

AUGÉ, Marc. Non-Lieux. Introduction à Une Antrophologie de la Surmodernité. Paris: Éditions du Seuil, 2004.

BACHELARD, Gaston. A Poética do Espaço. Tradução de Maria Jolas. São Paulo: Martins Fontes, 1996.

BISHOP, Claire. Artificial Hells: participatory art and the politics of spectatorship. London: Verso, 2012. ISBN 9781844677963.

BISHOP, Claire. Installation Art: A Critical History. London: Tate Publishing, 2005.
ISBN 1854375180.

Bey, Hakim (2004). T.A.Z. – The Temporary Autonomous Zone. Columbia: Pacific Publishing Studio. ISBN 978146901779.

BLANCA, Rosa Maria. Arte a partir de uma perspectiva queer /Arte desde lo queer. 400fl. Tese de Doutoramento apresentada ao Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas da Universidade Federal de Santa Catarina. Florianópolis, 2011.

CAIAFA, Frederico Alves. [10]Obediência Cênica. 245fl. Dissertação de Mestrado Apresentada ao Programa de Pós-Graduação em Artes Cênicas da Universidade Federal de Ouro Preto. Ouro Preto, 2018.

CAIAFA, Frederico Alves. Pixa Bixa: uma reflexão sobre arte urbana queer e o ativismo em Lisboa. pp. 97-104. In.: Cadernos de Arte Pública. 2.v., 2.n. Public Art Research and Networks, 2020. (Jornal)

CAMPOS, Ricardo. O espaço e o tempo do graffiti e da street art, Cidades,
Comunidades e Território. pp. 1-16. In.: CIDADES, Comunidades e Territórios. 34.n., jun., 2017. ISSN 2182-3030.

CAMPOS, Ricardo. A imagem é uma arma, a propósito de riscos e rabiscos no
Bairro Alto. pp. 47-71. In.: Arquivos da Memória. 5-6 n. (Nova Série). Centro de Estudos em Etnologia Portuguesa: Lisboa, 2009. Disponível em: http://arquivos-da-memoria.fcsh.unl.pt/ArtPDF/RicardoCamposAM5.pdf. Acesso em: 17/05/2021.

COMITÊ INVISÍVEL. Aos nossos amigos: crise e insurreição. Tradução Edições Antipáticas. São Paulo: n-1, 2016. ISBN 9788566943207.

CONKLIN, Tiffany Renée. Street Art, Ideology, and Public Space. 343fl. Tese de
Doutorado apresentada à Portland State University para obtenção do grau de Mestre em Estudos Urbanos. Portland, 2012. Disponível em: . Acesso em: 30/01/2020.

DEBORD, Guy. A sociedade do espetáculo. Tradução de Estela dos Santos Abreu. Rio de Janeiro: Contraponto, 2018. ISBN 978-8585910174.

DELEUZE, Gilles. Conversações, 1978-1990. 7.ed. Tradução de Peter Pál
Pelbart. São Paulo: Editora 34, 2008. ISBN 8585490042.

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir I e II: Nascimento das prisões. 27.
ed. Tradução de Raquel Ramalhete. Petrópolis: Vozes, 1999. ISBN 8532605087.

FOUCAULT, Michel. O corpo utópico; As Heterotopias. Tradução de Salma Tannus Muchail. São Paulo: N-1, 2013.

HALBERSTAM, Judith. The Queer Art of Failure. London: Duke University Press, 2011. ISBN 9780822394358.

HEIDEGGER, Martin. A origem da Obra de Arte. Tradução de Maria da
Conceição Costa. Lisboa: Edições 70, 2019.

KWON, Miwon. One Place after Another: Site-Specific Art and Locational Identity. Cambridge: Mit Press Ltd, 2004.

MADERUELO, Javier. O significado na arte pública. pp.21-33. In.: Almeida, Bernardo Pinto de; Rosendo, Catarina; Alves, Margarida Brito (org.). Arte pública: lugar, contexto, participação. Lisboa: Instituto de História da Arte – FCSH/UNL e Museu Internacional de Escultura Contemporânea/CMST, 2015.

MARQUEZ, Renata. Atlas Ambulante. In.: Marquez, Renata; Cançado, Wellington (org.). Atlas Ambulante. Belo Horizonte: Rona Editora, 2011.

MESQUITA, André Luiz. Insurgências Poéticas: Arte Ativista e Ação Coletiva (1990-2000). 408fl. Dissertação apresentada ao Departamento de História da Universidade de São Paulo para a obtenção do título de mestre em História Social. São Paulo: USP, 2008.

MILES, Malcom. Cities and Cultures. Critical Introductions to Urbanism and the City. London: Routledge, 2007. ISBN: 0203001095.

PAGNAN, Redson. Espaço urbano e subversão queer: Ethos e cenografia na prática discursiva intersemiótica de Linn da Quebrada. In.: Revista Rua. 25 v. 2.n., p.489-504, Campinas/SP, nov. 2019. DOI: . Acesso 30/01/2020.

RANCIÈRE, Jacques. Política da Arte. Tradução de Mônica Costa Netto. In.:
Urdimento - Revista de Estudos em Artes Cênicas. 1. v., 15. n. Programa de Pós-
Graduação em Teatro. Universidade do Estado de Santa Catarina. Florianópolis:
UDESC/CEART, 2010. ISBN 14145731.

RICHARD, Nelly. Intervenções Críticas: Artes, Cultura, Gênero e Política. Tradução de Romulo Monte Alto. Belo Horizonte: Editora UFMG/Humanitas, 2002. ISBN 8570413211.

ROLIM, Herbert. Poéticas da Arte Pública Relacional: Da forma ao Agenciamento das Relações como Motor da Obra. pp.28-42. In.: Convocarte - Revista de Ciências da Arte. Arte Pública. 1.n. Dez. Lisboa: Belas-Artes ULisboa, 2015.

SANTOS, Ana Cristina. Orientação sexual em Portugal: para uma emancipação. pp. 335-379. In: SANTOS, Boaventura de Sousa. Reconhecer para libertar: Os caminhos do cosmopolitismo multicultural. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2003.

THIOLLENT, Michel. Metodologia da pesquisa-ação. 18. ed. São Paulo: Cortez, 2011. ISBN 9788524917175.

THOREAU, Henry David. A Desobediência Civil. Tradução de Sérgio Karam.
Porto Alegre: L&PM, 2016. ISBN 9788525406149.

ZOURABICHVILI, François. Deleuze: Uma Filosofia do Acontecimento. Tradução Luiz B. L. Orlandi. São Paulo: Editora 34, 2016.